Vítima de acidente na ponte Rio-Niterói

Morre segundo técnico
Vilton Pereira e Freitas, 53, morreu na manhã desta terça-feira após sofrer um acidente enquanto trabalhava na subestação da ponte Rio-Niterói, no dia 17 de março. Ele foi internado no hospital Rio Laranjeiras com queimaduras pelo corpo.
Esta é a segunda morte em consequência do acidente. O eletricista Darlan Aguiar da Silva, 53, trabalhava com Freitas no momento do acidente e morreu no mesmo dia. Ele teve mais de 90% do corpo queimado. Um terceiro funcionário que estava no local, Luiz Antonio da Conceição Silveira, ficou ferido.
Os três prestavam serviço à empresa Álamo Engenharia, contratada pela concessionária CCR Ponte para realizar serviços de manutenção elétrica da via. Enquanto trabalhavam, um acidente provocou a queda de energia na ponte. A perícia vai avaliar se as vítimas sofreram um choque no momento do apagão.

Comentários