1º de Maio em três locais públicos do Rio

Centrais sindicais comemoram


No Dia do Trabalhador, sindicatos estarão divididos entre a zona portuária, a Quinta da Boa Vista e o Complexo do Alemão
As oito centrais sindicais brasileiras (CGTB, CSP-Conlutas, CTB, CUT, Força Sindical, Intersindical, UGT e NCST) vão ocupar três locais públicos do Rio de Janeiro neste 1º de Maio (próximo domingo) para comemorar o Dia do Trabalhador. Todos os eventos estão marcados para começar às 10h.
A CSP-Conlutas e a Intersindical decidiram se juntar a vários movimentos sociais do Rio, sendo a maioria organizações que lutam pela moradia, para fazer uma manifestação na zona portuária, próximo a um dos acessos ao morro da Providência. A concentração será no Largo do Santo Cristo, próximo ao supermercado Mundial, e haverá passeata até a Pedra do Sal, no Largo da Prainha. A principal bandeira dessas entidades será o fim das remoções por conta das obras da Copa, das Olimpíadas e da revitalização da zona portuária.
A CUT, por sua vez, fará um ato público na Quinta da Boa Vista sem a companhia de outras centrais. A entidade montará uma tenda à esquerda do palco onde acontecem shows promovidos pela prefeitura, entre os quais, a cantora Beth Carvalho. Já as outras cinco centrais (CGTB, CTB, Força Sindical, UGT e NCST) estarão unidas num evento no Complexo do Alemão. Haverá ato ecumênico e shows como o do sambista Arlindo Cruz. As principais bandeiras da CUT e demais centrais são a redução da jornada de trabalho sem redução de salário, o fim do fator previdenciário e a valorização do serviço e do servidor público.
Fonte: Agência Petroleira de Notícias, com informações do Blog Vermelho, da CUT-RJ e da Plenária dos Movimentos Sociais.

Comentários