Crime no Rio tem destaque na imprensa internacional

Assunto é manchete em jornais como o The Guardian, principal periódico britânico
Reprodução
Massacre no Rio de Janeiro é machete no The Guardian, principal jornal da Inglaterra

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) condenou ainda há pouco com veemência o crime ocorrido na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro. A notícia do atirador que atacou os estudantes do colégio onde estudou virou destaque na versão online de vários jornais no exterior, como o argentino La Nación, o espanhol El País, o britânico The Guardian e até na rede de televisão Al Jazeera.

Na rede social do Twitter, a Unesco Brasil repudiou o crime.

- A Unesco repudia ataques à escola do Rio e se solidariza com as famílias. A escola deve ser um lugar para reconstruir a paz e a cultura.

O assunto está entre o dez mais comentados no Twitter. A principal manchete no La Nación é sobre o episódio, denominado como a Tragédia no Rio de Janeiro. Uma reportagem resume o que houve em Realengo. No El País, o destaque é para uma fotografia das pessoas que cercaram a escola e externaram espanto e pânico com o ocorrido.

No The Guardian, a reportagem de destaque é sobre o crime, o qual o correspondente do jornal no Rio de Janeiro descreve como um massacre. Na matéria jornalística, o repórter colocou o mapa do bairro de Realengo e a localização do colégio.

Comentários