Já é

Oferecimento:
Construtora




Aeroportos operam acima da capacidade

Alex Rodrigues

Catorze dos 20 maiores aeroportos brasileiros – o equivalente a 70% – operam acima de sua capacidade, indica nota técnica divulgada hoje (14), em Brasília, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo os técnicos do instituto, isso se deve não apenas ao aumento do número de usuários de transporte aéreo, mas principalmente porque os investimentos públicos no setor, apesar de terem aumentado, continuam sendo insuficientes para atender às necessidades de adequação da infraestrutura aeroportuária.
De acordo com o Ipea, o total de investimentos públicos para o setor aumentou de R$ 503 milhões, em 2003, para mais de R$ 1,3 bilhão, em 2010. As altas taxas de ocupação dos terminais de passageiros, contudo, demonstram a necessidade de que os investimentos futuros sejam ainda maiores.
Além disso, os responsáveis pela nota afirmam que a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) necessita de "um choque de gestão" para otimizar a aplicação dos recursos que foi autorizada a gastar. De acordo com o levantamento do Ipea, entre os anos de 2003 e 2010, a estatal executou apenas a média de 44% do valor autorizado.
Segundo os técnicos do Ipea, os 20 aeroportos mais movimentados do país vêm perdendo eficiência operacional em função de as melhorias da infraestrutura aeroportuária não acompanharem o aumento da demanda. Enquanto em 2009, 11 deles estavam em situação crítica, operando acima de sua capacidade, em 2010 esse número subiu para 14. A quantidade de aeroportos considerados adequados, ou seja, que funcionam com uma taxa de ocupação 80% inferior ao seu limite máximo, caiu de quatro para três.
No período, o Santos Dumont, no Rio de Janeiro, deixou de ser considerado adequado e foi incluído na lista dos terminais cuja situação é preocupante, operando com taxas de ocupação entre 80% e 100% de sua capacidade. Já os aeroportos de Maceió, Manaus e Natal, de preocupantes, passaram ser classificados como críticos.
Os técnicos do instituto, vinculado à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, concluem que a realização da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016 torna mais urgente que o país aumente os investimentos no setor. De acordo com a nota técnica, nove dos 12 aeroportos em funcionamento nas 12 cidades brasileiras que sediarão jogos da Copa não deverão ter as obras finalizadas até o início do evento esportivo se o tempo médio para a conclusão das melhorias na área de infraestrutura de transportes for mantido. Também não deve ficar pronto o Aeroporto Internacional São Gonçalo do Amarante (RN), próximo à capital Natal, que ainda está sendo construído.
Conforme lembram os técnicos do Ipea, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) estima que o país precisaria investir ao menos R$ 20 bilhões nos aeroportos brasileiros até 2022 para corrigir os gargalos do setor e evitar um apagão em decorrência do aumento da demanda. A Infraero, por sua vez, planeja investir, até 2014, R$ 5,23 bilhões nos 13 aeroportos citados na nota técnica do Ipea.


Bolsa Família começa a ser pago hoje

O benefício do Programa Bolsa Família com reajuste médio de 19,4% começa a ser pago hoje (14). Os valores variam de R$ 32 a R$ 242 mensais. O programa vai beneficiar famílias com renda de até R$ 140 por mês para cada integrante.
Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, que coordena o programa, todas as famílias beneficiadas terão o crédito reajustado. A intenção do ministério é tornar o programa mais efetivo no combate à extrema pobreza.
A escala de pagamento será iniciada com os usuários que têm cartão terminado em 1 e encerrará dia 29, com os usuários cujo cartão termine em 0. O saque pode ser feito em toda a rede da Caixa Econômica Federal.
Para que a família possa receber o benefício é necessário manter o calendário de vacinas em dia, pelo menos até as crianças completarem 7 anos, fazer acompanhamento do crescimento infantil e vigilância nutricional, além de exames pré-natal. Também é preciso manter os filhos entre os 6 e os 17 anos na escola com percentuais mínimos de presença.
Outro cuidado necessário é manter o cadastro atualizado. A família que estiver com cadastro desatualizado há mais dois anos e não buscar atualização corre o risco de perder o benefício.



Regularização do título termina hoje

Termina hoje (14) o prazo de regularização do título de eleitor para os eleitores que não compareceram às urnas nem justificaram a ausência nas três últimas eleições. Segundo levantamento realizado no início de 2011 pela Justiça Eleitoral, em todo o Brasil 1.473.128 pessoas não votaram e não justificaram por três eleições seguidas. Desse total, apenas 3% (46.282) quitaram a situação com a Justiça Eleitoral, ou seja, 97% (1.426.846) ainda correm o risco de ter o título cancelado.
Os eleitores que estão em débito com a Justiça Eleitoral devem comparecer ao cartório mais próximo de casa. Caso tenha o título eleitoral cancelado, o eleitor fica impedido de tirar carteira de identidade e passaporte, receber salários de função ou emprego público, obter alguns tipos de empréstimos e renovar matrícula em instituição de ensino pública.
Para verificar a situação do título, o eleitor pode acessar a página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet (www.tse.jus.br) onde está disponível uma opção para essas informações.



Bolsonaro é chamado de “racista e antidemocrático” durante sessão



Os deputados federais Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Luiz Alberto (PT-BA) discutiram no Plenário na Câmara. O deputado petista chamou Bolsonaro de "racista" e "antidemocrático".
A confusão aconteceu depois que o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) falou sobre a obrigatoriedade do ensino religioso nas escolas e suscitou um debate entre os parlamentares a respeito do Estado ser laico.
Bolsonaro pediu a palavra, mas fugiu do assunto e voltou a atacar o kit anti-homofobia do Ministério da Educação (MEC), que ele chama de "cartilha gay". Luiz Alberto foi ao microfone falar sobre as religiões na escola e foi interrompido por Bolsonaro.
O deputado baiano se irritou e reagiu à atitude do colega. "Vossa Excelência se pronunciou e eu não o interrompi. Vossa Excelência é um antidemocrata, violento, intolerante e racista. Esta Casa precisa tomar uma atitude em relação à Vossa Excelência, que quer se fazer de vítima nesta Casa, mas não vai sair como vítima", disse o parlamentar.


 "Kits gays"


 Bolsonaro já afirmou publicamente que é contra políticas públicas voltadas para homossexuais. Ele afirma que está na Comissão de Direitos Humanos da Câmara para evitar “confraternizações com todos os grupos de homossexuais”, por exemplo, o que chama de “kits gays para escolas” — referência à campanha preparada pelo MEC para combater o preconceito nas escolas.
“A minha briga com grupos homossexuais começou no final de novembro do ano passado, quando detonei um kit gay do governo. Eu falo claramente. O governo está voltando atrás agora [dizendo] que é para o segundo grau, mentirosos! Querem tirar a bandeira do Brasil das escolas e botar a bandeira do arco-íris escrito: vale-tudo”.



Partidos tem até hoje para enviar lista atualizada


Os 27 partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devem encaminhar à Justiça Eleitoral a relação atualizada com seus respectivos filiados. O prazo termina nesta quinta-feira, dia 14. De acordo com a regra, na segunda semana dos meses de abril e outubro de cada ano o partido deve apresentar a lista com nome, data de filiação, número do título de eleitor e número das seções em que estão inscritos todos os seus filiados.
A nova relação de filiados será divulgada pela Justiça Eleitoral a partir do dia 19 de abril, após o processamento das informações enviadas pelos partidos a fim de verificar eventuais duplicidades nos registros.



Comentários