Alerta a população sobre a hepatite

Cristo Redentor recebe iluminação especial

O Cristo Redentor ganhará, às 18h desta quinta-feira, uma iluminação bicolor em vermelho e amarelo para alertar a população sobre a existência da hepatite e, mais ainda, chamar a atenção de 90% de portadores que simplesmente não sabem que têm a doença. O evento acontece até a próxima quinta-feira. Estarão presentes na cerimônia de iluminação no alto do Corcovado, no Rio de Janeiro, Padre Omar Raposo, reitor do Santuário do Cristo Redentor que fará a bênção à campanha, Humberto Silva, presidente da ABPH, e representantes da área de saúde, entre outras autoridades.
 


Só no Brasil existem oficialmente seis milhões de pessoas com hepatite dos tipos B e C, as formas mais graves da doença. No mundo são cerca de meio bilhão de portadores do vírus. "A doença é chamada de assassino silencioso, pois se desenvolve sem dar nenhum sintoma, durante vários anos, levando o paciente a desenvolver uma cirrose, ter a necessidade de um transplante e, em alguns casos, até câncer de fígado", avisa o presidente da Associação Humberto Silva. As cores das luzes, vermelha e amarela, representam a campanha.

Para Silva, que também é portador de hepatite, tão importante quanto alertar sobre a doença e sua proliferação é comunicar à população que existe tratamento e cura. "Nosso maior objetivo com este ato no Cristo Redentor é que a iluminação especial simbolize a luz da consciência dos brasileiros, para que realizem testes de detecção do vírus, excluindo o Brasil do altíssimo índice de pessoas que ignoram estar infectados", considera. Maio é o mês que o Brasil, EUA e diversos outros países adotaram como o da conscientização da hepatite, que volta a ser lembrada no dia 28 de julho, data internacional recém sugerida pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Comentários