Bom dia! Manchetes dos principais jornais do Brasil e do Mundo desta terça-feira

Querido leitor, divulgamos as manchetes dos principais jornais e a sinopse dos mesmos para que você não perca seu tempo procurando. Comente e dê sua opinião!

Um oferecimento:




 
O Globo


Manchete: Inflação faz governo pressionar Petrobras a baixar a gasolina
Ministro Lobão diz que BR será usada para forçar a queda dos preços

Para segurar a inflação, o governo decidiu usar a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, para forçar a queda dos preços dos combustíveis aos consumidores. O ministro Edison Lobão disse que a pressão sobre a BR, que tem 7 mil postos no Brasil (18% do total) e controla 47,8% do volume de combustíveis vendidos, tem como objetivo acirrar a competição, em um setor que, para ele, vive um processo de cartelização. "O governo vai pressionar a BR para baixar o custo. Se os outros (revendedores) não seguirem a queda, a BR vai vender mais", disse Lobão. Entre janeiro e abril, o álcool subiu 31 % e a gasolina, 9,58%. A federação que representa os donos de postos classificou as declarações de Lobão de "irresponsáveis e infundadas". Nas usinas, os preços de álcool hidratado e anidro (misturado à gasolina) caíram na semana passada, pela segunda vez consecutiva, mas a queda ainda não chegou ao consumidor. (Págs. 1 e 19)
Metade dos brasileiros já gasta mais do que ganha
Com a ampla oferta de crédito, 53% dos brasileiros gastaram mais do que receberam no ano passado. O gasto médio mensal do consumidor foi de R$ 2.171, enquanto a renda não passou de R$ 2.146. A situação não era registrada desde 2005. Nos primeiros quatro meses de 2011, os consumidores pagaram R$ 54 bi só com juros de financiamentos. (Págs. 1 e 20)
Na companhia de Uruguai, Argentina e Venezuela...
Enquanto a inflação no Brasil já estourou o teto da meta fixada, de 6,5%, em países da América Latina, como México, Chile, Colômbia e Peru, a variação de preços em 12 meses ainda não chegou a 4%. O Brasil só perde na região para Argentina, Venezuela e Uruguai. Especialistas culpam a demora do governo de elevar os juros e corte de gastos insuficiente. (Págs. 1 e 21)
Homicídios dolosos tem queda de 17,7% no Rio em um ano (Págs. 1 e 17)

Mais 2 ministros recebiam diárias indevidamente
Além da ministra da Cultura, Ana de Hollanda, Paulo Bernardo (Comunicações) e Afonso Florence (Desenvolvimento Agrário) receberam diárias por folgas em suas cidades. A CGU decidiu que Ana terá de devolver o dinheiro. Os outros devem fazer o mesmo. (Págs. 1 e 5)
Ministério cede mais para aprovar o Código Florestal
O Ministério do Meio Ambiente já aceita abrir mão do reflorestamento de 23 milhões de hectares de reserva legal desmatados ilegalmente no país, dentro de um acordo para votar o projeto do Código Florestal na Câmara dos Deputados, hoje ou amanhã. A área corresponde a cinco vezes o tamanho do Estado do Rio. O texto autoriza os produtores a somar a Área de Preservação Permanente (APP) com a reserva legal. (Págs. 1 e 4)
Clínica da Família não acha médicos
Uma das Organizações Sociais que asumiram unidades de saúde municipais está oferecendo até R$ 15 mil para médicos dispostos a atuar nas Clínicas da Família. O sindicato da categoria diz que há desinteresse devido à necessidade de dedicação exclusiva (Págs. 1 e 15)
As revelações de Mano para 2014
A seleção já tem esquema tático para a Copa de 2014. Sob aplausos de Carlos Alberto Parreira e Zagallo, o técnico Mano Menezes garantiu que o Brasil atuará no 4-3-3. Os três participaram do seminário sobre o Mundial, promovido pelos jornais o GLOBO e "Extra", Mano disse ainda que a lista para a Copa América terá "pouquíssimas surpresas", Zagallo afirmou que Ronaldinho não tem condições de jogar na seleção. (Págs. 1 e Caderno Esportes)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo


Manchete: Depressão e álcool tiram mais anos de vida do brasileiro
Transtornos psiquiátricos lideram lista de males crônicos que provocam incapacitação física, perda do bem-estar e morte

Os transtornos psiquiátricos lideram a lista das doenças crônicas responsáveis por anos de vida perdidos no país, mostram estudos sobre o Brasil publicados no periódico médico "Lancet".
Ano perdido é um conceito de 'saúde pública mais abrangente, que leva em conta não apenas as mortes causadas pela doença, mas o fardo social que ela representa em incapacitação e perda de qualidade de vida. (Págs. 1 e Saúde C12)

Análise

Saúde mental é uma área em que o SUS é vulnerável, escreve Hélio Schwartsman. (Págs. 1 e Saúde C12)

'Interventora' petista tentará abafar crise na área da Cultura
O governo nomeou uma "interventora" no Ministério da Cultura para conter disputas e preservar a ministra Ana de Hollanda, alvo de críticas, acentuadas com o uso de diárias em fins de semana sem agenda.

A secretária nacional de Cultura do PT, Morgana Eneile, se tornou assessora especial. (Págs. 1 e Poder A4)

Sobrinha da ministra, Bebel Gilberto teve autorização do MinC para captar R$ 1,9 milhão para turnê. (Págs. 1 e Poder A4)

Foto legenda: Em terra
Na ilha de Lampedusa (Itália), guardas recebem refugiados vindos da Líbia; outros imigrantes disseram que helicóptero da Otan negou-lhes ajuda. (Págs. 1 e Mundo A13)

Paquistão critica ação 'unilateral' americana
Um dia após Barack Obama sinalizar que houve apoio interno à presença de Osama bin Laden no Paquistão, o premiê Raza Gilani disse que novas ações como aquela trariam "risco de sérias consequências".
O premiê negou "cumplicidade" de seu país e prometeu investigar como Bin Laden pôde viver cinco anos em Abbottabad, próximo à academia do Exército, e se o terrorista se escondeu numa rede de cavernas antes de refugiar-se na cidade em que morreu. (Págs. 1 e Mundo A11 e A12)

Foto legenda: Enfim
Casal Toni Reis e David Harrad ao fim da cerimônia de registro de sua união, em Curitiba; parte dos cartórios do país ainda se recusa a fornecer documento. (Págs. 1 e Cotidiano C4

EUA não tinham alternativa, diz Nobel da Paz
A operação que resultou na morte de Osama bin Laden foi o que restou para os EUA diante da recusa do terrorista a se entregar para ser julgado, disse à Folha a ativista iraniana Shirin Ebadi, Nobel da Paz de 2003.

Ebadi, que vem ao Brasil em junho, afirmou, porém, que nada justifica a tortura em Guantánamo. (Págs. 1 e Mundo A12)

Síria é acusada de usar estádios para prender ativistas
Ativistas de direitos humanos afirmam que as forças de segurança da Síria estão usando estádios de futebol para prender quem protesta contra o regime.

Para conter manifestações, o governo corta comunicações e energia em várias cidades. Após sete semanas, a estimativa é de 800 mortos. (Págs. 1 e Mundo A13)

Editoriais
Leia "Caldeirão eleitoral", sobre doações ocultas nas campanhas, e
"Prejuízo federativo", que questiona projetos de plebiscitos para desmembrar o Pará. (Págs. 1 e Opinião A2)

------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Governo quer abater dívida rural de quem reflorestar
Proposta pode reduzir débitos em até 70% e visa a facilitar votação da reforma do Código Florestal

Em nova tentativa de acordo para votar a reforma do Código Florestal, o governo acenou ontem à noite com abatimento substancial da dívida agrícola para os produtores rurais que recuperarem áreas de preservação permanente em margens de rios e encostas, informa Marta Salomon. Projeções do governo mostram que a dívida dos produtores, estimada em R$ 80 bilhões, poderia ser reduzida em até 70% pelo mecanismo proposto. O estímulo financeiro seria calculado com base em redução de emissões de gases de efeito estufa. A cada tonelada de carbono "poupada" com o replantio de áreas, o produtor ganharia cerca de R$ 17. Estima-se que cada hectare replantado represente o corte de 90 toneladas de carbono. A votação da reforma do Código Florestal está para ser retomada hoje na Câmara. (Págs. 1 e Vida A16)


Izabella Teixeira
Ministra do Meio Ambiente

"O acordo não fere o compromisso de reduzir emissões de carbono e acolhe questões do agronegócio”. (Pág. 1)
Fusão de Sadia com Perdigão corre risco
A Procuradoria-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) emitiu parecer que ameaça a fusão Sadia-Perdigão. O órgão recomenda restrições, que podem incluir a venda de uma das duas marcas, ou a reprovação do negócio, relata a repórter Raquel Landim. Os conselheiros votarão o caso. (Págs. 1 e Economia B1)
D. Raymundo é eleito para CNBB
o arcebispo de Aparecida, d. Raymundo Damasceno, sera o novo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Substituirá d. Geraldo Lyrio. (Págs. 1 e Vida A17)
Secretário de Kassab tem 6 condenações
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), nomeou para a Secretaria de Participação e Parceria Uebe Rezeck (PMDB), réu em 93 ações em 14 anos. Ex-prefeito de Barretos, ele tem seis condenações judiciais, uma delas confirmada em segunda instância. Rezeck afirma que recorreu de todas as decisões. (Págs. 1 e Cidades C1)

Ministra terá de devolver verba de diárias
A Controladoria-Geral da União (CGU), órgão de controle do governo federal, pediu que a ministra Ana de Hollanda (Cultura) devolva as diárias recebidas por dias não trabalhados no Rio, onde tem imóvel. O caso foi revelado pelo Estado. A assessoria do Ministério da Cultura informou que o pedido será acatado. (Págs. 1 e Nacional A7)
Prefeitos fazem marcha por verbas
Cerca de 4 mil prefeitos estarão hoje em Brasília para pressionar a presidente Dilma Rousseff e o Congresso por verbas. Os pedidos alcançam R$ 27,9 bilhões. (Págs. 1 e Nacional A4)
Dora Kramer
Apropriação indébita

Quando compactua com truques para arrumar suas finanças partidárias, a oposição perde autonomia para fiscalizar os governistas. (Págs. 1 e Nacional A6)
Notas & Informações
Representatividade subvertida

A criação dos Estados de Carajás e Tapajós é financeira e institucionalmente prejudicial ao País. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense


Manchete: A ladainha do consumidor - Devo, não nego. E Vou gastar mais
A maioria dos brasileiros entrou em uma perigosa armadilha financeira. Pela primeira vez em cinco anos, 53% das famílias gastam mais do que recebem. Segundo dados coletados pelo Banco Central, o trabalhador deve uma montanha de dinheiro a bancos e cooperativas de crédito: R$ 806 bilhões. Somente de janeiro a abril deste ano, os correntistas pagaram de juros R$ 54,4 bilhões às instituições financeiras — mais do que o corte que o governo Dilma pretende fazer no Orçamento de 2011. Especialistas atribuem a gastança à grande oferta de dinheiro na praça e ao hábito de manter as finanças com cheque especial e parcelamento de cartão de crédito. E recomendam: para sair do atoleiro dos juros, é preciso cortar gastos e trocar as dívidas mais caras por financiamentos baratos. (Págs. 1 e 8)
A ladainha do governo
Lobão está feroz

Ministro condena abertamente suposto cartel entre postos de combustíveis no DF. E ouve a resposta: “É dever do governo agir e aplicar as sanções cabíveis”. (Págs. 1 e 29)


Ganância incurável

Ministério proíbe médicos de cobrar valor extra dos pacientes em consultas pelo plano de saúde. Mas categoria vai à Justiça exigir maiores ganhos dos convênios. (Págs. 1, 9 e Visão do Correio, 12)
E Chávez dá o bolo
Estava tudo pronto em Brasília para a visita oficial do presidente venezuelano a Dilma. Mas, em cima da hora, Hugo Chávez cancelou a viagem, por problemas médicos. Amigo e aliado de Lula, ele tenta conquistar também o coração da presidenta. E uma das armas é implementar em seu país um programa habitacional nos moldes do Minha Casa, Minha Vida, menina dos olhos da petista. (Págs. 1 e 14)
Prefeitos: Romaria ao Planalto por dinheiro
Cerca de 4,2 mil representantes de municípios de todo o país estão em Brasília para pedir mais verbas à União. Eles vão conhecer o projeto de combate à miséria do governo. Mas também pretendem debater temas como a criação de um imposto para a saúde. (Págs. 1 e 2)
Congresso: Governo dribla para usar verbas
Projetos de lei votados às pressas na semana passada mudaram o destino de bilhões de reais previstos no Orçamento de 2010. Na prática, o governo federal conseguiu a autorização para gastar recursos que estavam em caixa. (Págs. 1 e 5)
Foto legenda: Campo de batalha na BR-040
Um protesto de moradores de Valparaíso (GO) acabou em confronto com a Polícia Rodoviária. A estrada foi bloqueada após o atropelamento e morte de uma menina de 9 anos. Os policiais atiraram balas de borracha contra os manifestantes e duas pessoas ficaram feridas. (Págs. 1 e 24)
Alimentação: Obesidade, um hábito de família
Nutricionistas apontam os pais como os maiores responsáveis por problemas de peso em crianças de 4 a 6 anos no Brasil. Segundo pesquisa, a cultura alimentar ultrapassada adotada na maioria das famílias agrava o problema. Mais de 22% de meninos e meninas nessa faixa etária estão com sobrepeso. (Págs. 1 e Saúde, 17)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico



Manchete: Tesouro quer limitar gastos com custeio administrativo
O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, defendeu a fixação, em lei, de limite para a expansão dos gastos com o custeio administrativo, que abrange passagens, diárias, material de escritório, terceirizações, reformas etc. Para ele, o crescimento dessas despesas deveria ser limitado em 2,5%, em relação ao ano anterior, mais a inflação. Esse é o critério previsto no projeto de lei em tramitação na Câmara para a expansão da folha de pessoal. Segundo Augustin, o teto para custeio administrativo poderia ser incluído no mesmo projeto. "Essa não é uma discussão especificamente do Executivo", disse ao Valor. "É também do Congresso e da sociedade, é um debate estratégico e de longo prazo".
Independentemente do projeto, o secretário disse que o governo trabalha para que, a partir deste ano, o gasto de custeio cresça menos do que a variação nominal do PIB. "Teremos uma trajetória de crescimento no ano abaixo do PIB nominal para as despesas de custeio e acima do PIB nominal para as despesas de investimento", afirmou. (Págs. 1 e A12)

Suspeitas de triangulação chinesa na AL
O crescimento expressivo de importações de produtos submetidos a sobretaxas antidumping, provenientes do Uruguai e do Paraguai, começa a levantar suspeitas entre empresários brasileiros sobre a existência de um novo esquema de triangulação para a entrada de produtos chineses no mercado brasileiro. Entre os itens que chamam mais a atenção estão cobertores, tecidos de malha, pneus e partes de calçados. Um dos exemplos é a venda de cobertores do Uruguai, que nos quatro primeiros meses de 2011 aumentou seis vezes em relação ao mesmo período do ano passado. (Págs. 1 e A3)

Bovespa cai 6,76% no ano apesar das commodities
Apesar dos bons resultados das empresas, da perspectiva de continuidade do crescimento do país e da alta das commodities, o Índice Bovespa acumula queda de 6,76% no ano. Ao mesmo tempo, na bolsa americana, o índice Standard & Poor's 500 sobe 7,05%. E mesmo em relação aos países emergentes a bolsa brasileira perde, como mostra o índice MSCI Emergentes, com alta de 0,96%.
Fatores locais impediram que as commodities puxassem o Ibovespa. Apesar da alta do petróleo tipo Brent, de 21,85% no ano, as ações preferenciais da Petrobras caem 8,92%. A Vale, com toda alta do minério de ferro, cai 6,55% no ano. Em ambos os casos, a interferência do governo nas companhias é apontada como explicação para a queda. Ao mesmo tempo, surgiram dúvidas sobre a eficácia do governo no combate à inflação e problemas na Europa. Hoje, a bolsa é considerada barata pela maioria dos analistas. (Págs. 1, D1, D2 e D4)
Foto legenda: Mais atendimento

A Beneficência Portuguesa, dirigida por Rubens de Moraes, planeja a construção de uma nova torre no São José - hospital premium criado em 2007 para que sua receita ajude a cobrir as despesas da própria Beneficência. "O repasse do governo é insuficiente", diz Moraes. (Págs. 1 e B4)

Justiça pune discriminação estética
A Justiça do Trabalho tem sido cada vez mais chamada a decidir se as companhias podem interferir na aparência de seus empregados. O Judiciário entende que elas podem ter manuais de conduta e que o descumprimento dessas orientações pode justificar demissões. No entanto, empresas que impõem exigências consideradas descabidas têm sido condenadas a pagar indenizações por "discriminação estética".
O Bradesco, por exemplo, deverá pagar R$ 100 mil por danos morais à coletividade dos trabalhadores por proibir o uso de barba a seus funcionários. A decisão, da 7ª Vara do Trabalho de Salvador, determinou ainda a retirada da norma do manual da empresa. Em outro caso, uma vendedora da C&A obteve indenização de R$ 30 mil no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Ela afirma que foi demitida por ser considerada "feia e velha" para os padrões estéticos da empresa. O TST, porém, considerou legal a demissão de um funcionário do supermercado Atacadão que usava piercing. As normas da empresa proíbem o acessório. (Pàgs. 1 e D11)

Parecer impõe condições à criação da BRF
A Procuradoria do Cade concluiu um parecer favorável à compra da Sadia pela Perdigão, mas com importantes restrições. Segundo o documento, que servirá de base para o julgamento final do negócio, a BR Foods deve vender marcas e fábricas para permitir que uma concorrente tenha condições reais de competir com Sadia e Perdigão.
No texto, que não especifica marcas ou fábricas a serem vendidas, o procurador-geral do órgão antitruste, Gilvando Araújo, diz que caso a empresa não concorde com as medidas que facilitariam a concorrência, "impõe-se a reprovação da operação". Nos mercados de peru temperado congelado, chester e tender a concentração entre a Sadia e Perdigão atinge de 80% a 90%. Em carnes processadas para consumo a frio o domínio seria de 90% a 100%. (Págs. 1 e D11)

Oposição definha na Argentina e Cristina caminha à reeleição (Págs. 1 e A9)

UE quer restringir preferências
A União Europeia anuncia hoje seu plano para redução de preferências tarifárias de 171 para 80 países, entre eles o Brasil. O benefício atinge cerca de 12% das exportações brasileiras para o bloco. (Págs. 1 e A3)
Ação preventiva
Os conflitos trabalhistas que paralisaram as obras das hidrelétricas do Madeira levaram as grandes construtoras a adotar critérios mais rígidos de subcontratação de empreiteiras. (Págs. 1 e B10)
Unigel constrói fábrica
A Unigel anuncia hoje a construção de uma fábrica de ABS, no Guarujá (SP), com investimento de R$ 70 milhões. A nova unidade terá uma capacidade de 90 mil toneladas por ano da resina, usada na produção de autopeças e eletrodomésticos. (Págs. 1 e B11)

Eólicas atrasadas
Um terço dos empreendimentos eólicos, já com outorga de concessão, está com o cronograma atrasado, segundo relatório de fiscalização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). (Págs. 1 e B11)
Colheita avança e álcool cai
A aceleração da colheita de cana no Centro-Sul, beneficiada pelo clima mais seco, ajudou a derrubar os preços do álcool. Nas usinas paulistas, o anidro, misturado à gasolina, foi negociado a R$ 1,88 o litro, baixa de 31% em relação ao recorde de abril. (Págs. 1 e B13)
Mellita aumenta produção
A multinacional de origem alemã Melitta vai investir R$ 58 milhões no Brasil neste ano. A capacidade de produção de café na fábrica de Avaré (SP) vai aumentar 30% e na unidade de papéis e acessórios, em Guaíba (RS), 10%, diz Bernardo Wolfson, presidente no país. (Págs. 1 e B14)
Coteminas estreia no campo
Coteminas, Agrícola Estreito e GFN Agrícola unem-se para criar a Cantagalo General Grains e a subsidiária de comercialização CGG Trading. A empresa nasce com 151 mil hectares de terras próprias no Mato Grosso, Goiás, Minas e Piauí. (Págs. 1 e B14)
Ideias
Delfim Netto

EUA estão longe de ter achado uma política econômica que reanime seu crescimento sem elevar o endividamento. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Luis Eduardo Assis

A grande mudança na política econômica parece ser a disposição de correr riscos maiores em relação à inflação. (Págs. 1 e A10)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas


Manchete: Governo joga duro com os médicos dos planos
A Secretaria de Direito Econômico (SDE) proibiu os médicos de suspenderem o atendimento aos usuários dos convênios, como na paralisação nacional de 7 de abril. A secretaria também recomendou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a condenação das entidades nacionais representativas dos profissionais de medicina por tê-los influenciado a cobrar um piso pelo atendimento, ainda que acima do valor coberto pelos planos. E estabeleceu multa diária de R$ 50 mil às entidades, caso coordenem movimentos de descredenciamento em massa dos médicos. (Págs. 1, 12 e o Editorial ‘Os médicos em conflito’, 10)

A revoada dos prefeitos
A cada ano o fenômeno se repete. Mais de 2 mil chefes de Executivo, incluindo 350 de Minas, desembarcam hoje em Brasília para a peregrinação anual de pires na mão. Na bagagem, velhas demandas, como o aumento do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e verbas para saúde e educação. Este ano, entretanto, muitos estão desanimados devido à falta de retorno das propostas. Os mineiros levam na pauta o fim das emendas parlamentares e a reforma tributária. (Págs. 1, 3 e 4)

Combustíveis: Preço menor não chegou a postos ainda
Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão anuncia redução do valor, devido ao fim da entressafra de cana. Mas apenas as distribuidoras registraram queda até agora. (Págs. 1 e 14)

Consumo: Brasileiros gastam mais que ganham
Pesquisa em 8,2 mil lares mostra que 53% das famílias brasileiras têm despesas superiores ao que recebem. A renda média mensal em 2010 foi de R$ 2.146, enquanto os gastos somaram R$ 2.171. (Págs. 1 e 13)

BR-381
Mais uma ponte ameaça ruir e piorar tráfego na estrada. (Págs. 1 e 24)

Cuba
Governo pode liberar viagens de turismo ao exterior. (Págs. 1 e 19)

------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio


Manchete: Recife vai derrubar casas em área de risco
Após retirar 50 famílias dos morros, a meta da Prefeitura do Recife é erradicar as moradias para evitar a reocupação. Previsão para o Grande Recife é de chuvas acima da média até agosto. (Págs. 1 e Cidades 1 e 2)

Foto legenda: De volta para casa
Em Palmares, na Mata Sul, e na Vila Arraes, na Várzea, o recuo das águas foi o sinal para o recomeço. Moradores juntaram o que sobrou das enchentes e retornaram às suas residências. Construção da nova barragem de Serro Azul, em Palmares, deve desalojar 230 famílias. (Págs. 1 e Cidades 1 e 2)

Direito dos idosos ainda são desrespeitados
Por mais que a lei defenda os maiores de 65 anos, benefícios nem sempre são percebidos. (Págs. 1, Consumidor e Economia, 4)

Migrar de plano de saúde vai gerar reajuste
Quem escolher sair do plano antigo para um novo pode arcar com aumento de até 20,59% na mensalidade. (Págs. 1 e Economia 1)

EUA não vão pedir desculpas pela operação que matou Bin Laden (Págs. 1 e 9)

Homossexuais sofrem para oficializar união
Um paranaense e um inglês tiveram que percorrer cinco cartórios até que alguém assinasse o documento atestando o relacionamento. (Págs. 1 e 6)

Brasil deve oferecer 75 mil bolsas de estudo no exterior, diz Dilma (Págs. 1 e 6)

Política: Kassab faz convite a Marco Maciel
Ex-senador pode integrar governo paulista, mesmo não aderindo ao PSD. (Págs. 1 e 4)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora



Manchete: Metade das cidades gaúchas ignora o Código de Trânsito
Exigida há 13 anos, desde a mudança na lei, a integração ao Sistema Nacional de Trânsito foi realizada apenas por 47% das prefeituras, o que impede as demais de aplicar multas e estimula a imprudência.


Falta de cadastro gera impunidade em 263 municípios.

Veja a relação das cidades nesta situação.

Prefeituras alegam custo alto ao descumprir a lei.

PMs autuam, mas multas não têm validade. (Págs. 1, 4 e 5)
Novo endereço: Fechamento de fábrica desemprega 800 em Parobé
Símbolo do Vale Calçadista do RS, a Azaleia concentra a produção no Nordeste e no Exterior. (Págs. 1 e 18)
Pré-seleção: Doze cidades do RS estão no mapa da Copa (Págs. 1 e Esportes)

------------------------------------------------------------------------------------

Agora S.Paulo
Supremo confirma acúmulo do auxílio com a aposentadoria

Diário do Nordeste
Estelionatário preso com 320 cartões roubados

Brasil Econômico
Governo abandona construção de novas hidrelétricas na Amazônia

----------------------------------------------------------------------------------------
Jornais internacionais


The Washington Post (EUA)
Agência paquistanesa acusada em vazamento da CIA

The Guardian (Reino Unido)
Vagas extras em universidades para alunos ricos

Le Monde (França)
Trinta anos depois, Mitterrand torna-se o ícone da esquerda

El País (Espanha)
Merkel irá a Bruxelas para tratar do agravamento da crise grega

Clarín (Argentina)
Descoberto laboratório que produzia cocaína liquida e enviava à Europa

Comentários