Bom dia! Os destaques da imprensa brasileira e mundial neste sábado

Querido leitor, divulgamos as manchetes dos principais jornais e a sinopse dos mesmos para que você não perca seu tempo procurando.

Um oferecimento:



Comente e de sua opinião!



O Globo

Manchete: Fraudes e descontrole no Ecad prejudicam músicos
Documentos da entidade revelam descalabros administrativos


Déficit que vira superávit, bailes de carnaval em que são tocadas apenas músicas de um mesmo compositor - Joselito Ribeiro de Macedo, o Astro da Sanfona - e vales-refeição emitidos em nome de funcionários já demitidos (com o valor correspondente devidamente embolsado por terceiros) são algumas das irregularidades encontradas pelos repórteres CHICO OTAVIO e CRISTINA TARDÁGUILA na administração do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, o Ecad, entidade privada que recolhe e distribui os direitos autorais de músicos no Brasil. Alvo de CPI e questionado pela falta de transparência na complexa operação, revelada por documentos internos dos últimos sete anos, o escritório - que em 2010 arrecadou R$ 433 milhões, repassando aos músicos R$ 346 milhões - rebate as críticas. Alega que é vítima de fraudes e não o responsável por elas. (Págs. 1 e Segundo Caderno)
Netanyahu: ‘Aquelas não eram fronteiras de paz'
Em encontro ontem na Casa Branca com Barack Obama, o premier de Israel, Benjamin Netanyahu, frisou que, apesar de disposto a concessões, não negociará as fronteiras pré-1967, como foi proposto pelo americano. (Págs. 1, 44 e editorial "Outra tentativa de paz")

 
Procurador pede que Palocci revele clientes
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, deu prazo de 15 dias para o ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, prestar esclarecimentos sobre sua evolução patrimonial e sobre a atuação de sua empresa de consultoria, a Projeto. Atendendo a requerimentos de partidos de oposição, Gurgel quer saber quem eram os clientes da empresa. (Págs. 1, 3, 4 e 12)

 
Um desvio de R$ 615 milhões em Campinas
Fraudes de R$ 615 milhões em contratos de saneamento levaram ontem à prisão 11 pessoas em Campinas, São Paulo. Outras nove estão foragidas, entre elas o vice-prefeito, do PT, e dois secretários municipais. (Págs. 1 e 16)

 
Solto, DSK é rejeitado por novos vizinhos
Acusado de crimes sexuais, Dominique Strauss-Kahn, ex-chefe do FMI, foi solto sob fiança, mas teve de buscar outro lugar para cumprir prisão domiciliar: os vizinhos do prédio onde ele ficaria em Nova York não o querem por perto. (Págs. 1 e 45)

 
PM começa a ocupar Alemão em agosto
Em agosto, a PM começa à assumir os complexos da Penha e do Alemão, há seis meses ocupados pelo Exército, para a instalação de dez UPPs. A transferência será gradual, com conclusão prevista para 1º de novembro. (Págs. 1 e 18)

 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Em 2 meses, após a eleição, Palocci faturou R$ 10 mi


Valor é mais da metade da receita da consultoria no ano; quitação de contratos explica concentração, diz empresa

O faturamento da empresa de consultoria do ministro Antonio Palocci superou R$ 10 milhões entre novembro e dezembro de 2010, informa Catia Seabra.

À época, a presidente Dilma Rousseff já estava eleita e o atual ministro da Casa Civil coordenava a equipe de transição de governo. (Págs. 1 e Poder A4 e A8)
Governo define tática para evitar paralisia
O caso Palocci e a pneumonia da presidente Dilma paralisaram o governo e levaram o primeiro escalão a definir tática para resguardar a imagem do Planalto.

De última hora, Dilma marcou uma reunião sobre o Código Florestal e agendou viagem para Salvador, que estava cancelada. (Págs. 1 e A8)
Fernando Rodrigues
Crise dá chance para melhora institucional

O desfecho do imbróglio e indecifrável. A tática Armando "nada a declarar" Falcão será confrontada com fatos novos. Apesar da incerteza, a crise é uma excelente oportunidade para Congresso e Executivo refletirem sobre disciplinar a atuação de agentes públicos. (Págs. 1 e Opinião A2)

 
Segurança aérea ficou nas mãos de inapto, diz instrutor a juiz
Pressão para suprir a falta de pessoal levou à homologação de candidato sem "condições" de ser controlador de voo, afirmou o instrutor Wellington Rodrigues ao juiz Murilo Mendes no processo sobre a colisão entre o Legacy e o avião da Gol que deixou 154 mortos em 2006.
A Justiça inocentou o sargento Jomarcelo dos Santos em razão da "inaptidão" para o cargo. A Aeronáutica não comentou. (Págs. 1 e Cotidiano 2)

 
USP tem mais de 1 crime por dia; conselho aprova PM no campus
Em média, uma pessoa é furtada ou roubada por dia no campus da USP na zona oeste paulistana, diz a Guarda Universitária. De janeiro a abril, houve 138 casos de um total de 222 crimes.

Após o assassinato de um aluno, o Conselho Gestor da USP decidiu, em reunião emergencial, aprovar o policiamento ostensivo da PM na Cidade Universitária. Não há data para a medida entrar em vigor. (Págs. 1 e Cotidiano 1)

 
Líder israelense recusa proposta de Obama sobre as fronteiras
Após reunião com Barack Obama, o premiê de Israel, Binyamin Netanyahu, deixou claro que seu governo não aceita a proposta do presidente americano para as negociações com os palestinos. "Israel não pode recuar para as fronteiras de antes de 1967." (Págs. 1 e Mundo A16)

Análise

Ex-diretor do FMI paga fiança e deixa a prisão
Acusado de atacar sexualmente uma camareira em Nova York, o francês Dominique Strauss-Kahn pagou US$ 1 milhão de fiança, depositou US$ 5 milhões em juízo e saiu da cadeia. Ele ficará em prisão domiciliar até o julgamento. (Págs. 1 e Mundo A22)

 
Editoriais
Leia "Posições perdidas", sobre a queda do Brasil em ranking internacional de competitividade, e "Novas e piores bolhas", acerca da situação da economia. (Págs. 1 e Opinião A2)

 
Boa Notícia
Palha no solo de canavial reduz as emissões de CO2. (Págs. 1 e Ciência C11)

 
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Oposição se articula para criar CPI sobre Palocci
Intenção é saber se houve tráfico de influência, mas investigação depende de apoio de governistas

A oposição começou a se mobilizar para tentar criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito que investigue a antiga consultoria do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. A intenção é quebrar os sigilos fiscal e bancário da empresa e verificar se houve tráfico de influência. O requerimento de criação da CPI questiona o papel de Palocci como um dos coordenadores de campanha de Dilma Rousseff à Presidência ao mesmo tempo que houve “extraordinário crescimento patrimonial" de sua empresa. Para tirar a CPI do papel, porém, a oposição precisa do apoio de parte da base governista. São necessárias 171 assinaturas na Câmara e 27 no Senado, enquanto a oposição tem menos de 100 deputados e somente 18 senadores. Para o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), "não há motivo nenhum para nenhuma CPI". (Págs. 1 e Nacional A4 e A8)


Procurador dá 15 dias de prazo

Roberto Gurgel pediu explicações a Palocci sobre sua evolução patrimonial nos últimos anos. (Págs. 1 e Nacional A8)
Operação contra fraudes prende 12 em Campinas
Doze suspeitos de participação em desvio de recursos públicos, corrupção e fraudes em licitações foram presos em Campinas. Oito escaparam, entre eles o vice-prefeito, Demétrio Vilagra (PT). O alvo principal é Rosely Nassim Jorge Santos, mulher do prefeito, Dr. Hélio (PDT). (Págs. 1 e Nacional A12)
Premiê de Israel rejeita proposta de Obama
Recebido ontem na Casa Branca, o premiê de Israel, Binyamin Netanyahu; rejeitou a proposta feita na véspera pelo presidente dos EUA, Barack Obama, sobre o futuro Estado palestino. Obama defendeu o retorno às fronteiras anteriores à Guerra das Seis Dias (1967), o que incluiria a devolução da Cisjordânia. Netanyahu disse que isso não leva em conta o crescimento das colônias judaicas na região nas últimas quatro décadas. (Págs. 1 e Internacional A13 e A16)

 
Metalúrgicos fazem greve por fatia nos lucros
Metalúrgicos de montadoras de várias partes do País estão aproveitando a alta das vendas para cobrar maior fatia nos lucros. Na GM de São José dos Campos, houve greve de 24 horas. Eles querem R$ 12 mil de participação neste ano. (Págs. 1 e Economia B1)
Após assassinato, PM vai atuar na USP (Págs. 1 e Cidades C1)

Ex-chefe do FMI deixa prisão e não tem casa (Págs. 1 e Internacional A22)

Falta de vaga faz aluno se matricular à noite (Págs. 1 e Vida A24)

Marcelo Rubens Paiva
Sobre empregadas domésticas

Somente a distribuição de renda fará o Brasil parar de dividir seus cidadãos em "social" e “serviço". Ou em humanos e animais. (Págs. 1, C2+Música e D12)
Notas & Informações
O que o ministro oferecia

A lógica indica que o ilícito que se poderia atribuir a Palocci se chama tráfico de influência. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------

Correio Braziliense

Manchete: Segurança privada vira obsessão no DF

Os sinais estão por toda parte: câmeras, sensores, cercas elétricas, vigilantes armados… Sem a proteção que deveriam ter do Estado, os brasilienses se veem obrigados a investir em segurança particular. Na entrada de um conjunto na QI 21 do Lago Sul, os moradores instalaram uma guarita e contrataram vigias depois que uma família foi assaltada e ficou sob a mira dos revólveres de cinco bandidos. “Estávamos com muito medo de que nos matassem”, conta a empresária Rosângela Meneghetti. Segundo dados da Polícia Federal, o número de pessoas habilitadas a exercer a função de vigilante no DF passou de 64 mil em 2008 para mais de 111 mil hoje. Um salto de 72%. (Págs. 1, 33 e 34)
Foto legenda: Saia justa
Premiê israelense aperta mão de Obama, mas volta a refutar proposta dos EUA para a criação da Palestina com base nas fronteiras pré-1967. Antes de tudo, diz Netanyahu, palestinos precisam escolher entre a paz com Israel e a união com o Hamas, grupo terrorista que não aceita a existência do Estado judeu. (Págs. 1, 28 e Visão do Correio, 26)


Foto legenda: Santa de casa também faz milagre
Moradores de Brasília, como a presidente Dilma e a enfermeira Irani da Costa (foto), vão a Salvador assistir amanhã à beatificação da Irmã Dulce, o Anjo Bom da Bahia. Organização do evento estima que solenidade deve atrair mais de 70 mil fiéis à capital baiana. (Págs. 1 e 12)

 
Servidor público: Base aliada é contra o teto para reajuste
Partidos de apoio ao governo se articulam para derrubar o projeto que fixa um limite para os gastos com a folha de pagamento do funcionalismo. Na prática, essa lei impediria a concessão de aumentos superiores aos índices de inflação mais 2,5%. (Págs. 1 e 16)
Escândalo
FMI Pagará US$ 300 mil de pensão a DSK, acusado de tentativa de estupro. (Págs. 1 e 29)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: PIB menor, inflação maior


Governo reduz projeção de crescimento da economia e eleva a do custo de vida este ano. (Págs. 1 e 11)

Sabe o que eles aprendem todo dia na escola?
Medo.

Não, os garotos da foto ao lado não cometeram qualquer ato ilícito. Eles escondem o rosto porque têm pavor da rotina de violência e de retaliação ao revelar a ação de traficantes nas escolas públicas. Entre 2008 e 2010, a Polícia Militar registrou 1,5 mil ocorrências por ano nessas instituições, de pichação a assaltos. A solução passa pela instalação de câmeras de segurança, detectores de metal e mais guardas. (Págs. 1, 19, 20 e Editorial, 8)

Sudene: Minas quer compensação a região pobre
O veto de Dilma à inclusão da área mineira da Sudene em MP que dá incentivo fiscal a montadoras desagradou a lideranças do estado, que cobram a reparação das perdas. (Págs. 1 e 4)

Foto legenda: Aula em campo
Operários que trabalham na reforma do Mineirão participam de programa de alfabetização da Secretaria Municipal da Educação. A professora Danusa Campos apresenta a eles o mundo das letras e dos números. (Págs. 1 e 30)

Abuso sexual
Ex-chefe do FMI é solto, mas fica em prisão domiciliar. (Págs. 1 e 18)

Palestina
Nos EUA, premiê de Israel rechaça proposta de Obama. (Págs. 1 e 16)
------------------------------------------------------------------------------------

Jornal do Commercio

Manchete: Começa a Via Mangue

Prefeitura assinou, ontem, financiamento de R$ 433,2 milhões com a Caixa, que viabiliza a construção da principal via do projeto para desafogar o trânsito da Zona Sul. Obra deve ficar pronta em 30 meses, um ano antes da Copa. (Págs. 1 e Cidades 2)

 
Vitória cresce e vira "terra das oportunidades" (Págs. 1 e Economia 4)

Netanyahu nega proposta de paz feita por Obama
Na Casa Branca, recebido pelo presidente dos EUA, premiê israelense disse que não pode voltar às fronteiras de 1967 porque elas são indefensáveis. (Págs. 1 e 16)
------------------------------------------------------------------------------------

Zero Hora

Manchete: Procurador dá 15 dias para Palocci se explicar
Assessoria afirma que ministro apresentará as justificativas já na próxima semana, enquanto oposição colhe assinaturas para sustentar CPI. (Págs. 1, 6 e Rosane de Oliveira, 10)
Previdência: Tarso credita aos “que ganham mais” a reação à reforma
Governador afirma que as camadas com altos salários influenciam na resistência ao pacote do Piratini. (Págs. 1 e 14)

 
Foto legenda: Constrangimento na Casa Branca
Primeiro-ministro de Israel deixa clara rejeição a um Estado palestino aos moldes pré-1967, proposto por Obama. (Págs. 1 e 30)

 
Maio revolto: Manifestantes na Espanha desafiam o governo
Jovens à frente da crescente onda de panelaços contra a crise enfrentam proibição a novos protestos. (Págs. 1 e 32)

 
Barão de Cotegipe
A fraude que feriu uma comunidade gaúcha. (Págs. 1, 4 e 5)

 
------------------------------------------------------------------------------------
Jornais internacionais

The New York Times (EUA)
Líder israelense rechaça Obama sobre traçado de 67

The Washington Post (EUA)
Pelo menos 32 assassinados por tropas sírias

The Times (Reino Unido)
Exclusivo: Chefe do aço ataca gerentes britânicos "preguiçosos"

The Guardian (Reino Unido)
Juízes contra a internet: usuários do Twitter e as cortes vão à guerra

Le Figaro (França)
DSK - uma liberação complicada

Le Monde (França)
Ausência do DSK relança debate sobre as primárias no PS

El País (Espanha)
Dezenas de milhares de pessoas se unem ao 15-M na véspera eleitoral

Clarín (Argentina)
No fim, Cristina elegeu Filmus para ir à capital

 

Comentários