Bom dia! Os destaques da imprensa brasileira e mundial nesta quarta-feira


Querido leitor, divulgamos as manchetes dos principais jornais e a sinopse dos mesmos para que você não perca seu tempo procurando.


Um oferecimento:



 Comente!


O Globo
Manchete: Governo Chávez pediu que Farc matassem opositores
Revelação estava em computadores da guerrilha apreendidos, diz dossiê

Altos funcionários do governo de Hugo Chávez pediram às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que treinassem milícias, fizessem atentados e assassinassem opositores do presidente da Venezuela. A revelação foi feita em Londres pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos, com base em arquivos eletrônicos de um comandante das Farc, apreendidos no Equador em 2008. A autenticidade dos documentos foi confirmada pela Interpol. Segundo o dossiê, lançado como livro, nada indica que os assassinatos se realizaram e que as negociações ocorreram com o conhecimento de Chávez. O presidente do Equador, Rafael Correa, teria recebido US$ 400 mil para a campanha de 2006. Chávez cancelou viagem ao Brasil sob alegação de problemas no joelho esquerdo. (Págs. 1, 27 e 28)

Preço do álcool já cai nas bombas
Os preços do álcool começaram a cair nos postos do Rio. Em dez pesquisados pelo GLOBO, seis ofereciam álcool com queda de 1,6% a 10,3%, Na gasolina, ainda não houve redução. (Págs. 1 e 21)
Dilma abre o cofre para prefeitos
Depois de cobranças dos prefeitos, a presidente Dilma liberou R$ 520 milhões para obras nos municípios. A verba federal para prefeituras cresceu este ano. (Págs. 1, 3 e editorial "Marcha a ré na disputa pelos royalties")
Lei da cueca e da calcinha
A Câmara aprovou projeto, já autorizado pelo Senado, que obriga os fabricantes de calcinhas, cuecas e sutiãs a usar etiquetas com advertência sobre a importância de exames preventivos de câncer de colo de útero, próstata e mama. (Págs. 1 e 11)
Japão desiste de novas usinas nucleares
Dois meses após acidente de Fukushima, premier anuncia aposta em energia renovável

O premier Naoto Kan anunciou que o Japão vai abandonar o plano de construir usinas nucleares e "começar do zero" na elaboração de nova política energética. Com isso, o país deixará de construir 14 usinas até 2030 e desistirá de aumentar de 30% para 50% a participação da energia nuclear em sua matriz energética. O premier defendeu o maior uso de fontes de energia renovável, como a eólica e a solar. Kan revelou a nova orientação do país dois meses após o terremoto e a tsunami que causaram um acidente nuclear na usina de Fukushima, levando o governo a retirar centenas de milhares de pessoas de casa. (Págs. 1 e 28)
Ciência
As chuvas na Amazônia devem se reduzir em 40% devido ao aquecimento global, diz estudo. (Págs. 1 e 30)
Elio Gaspari
Próximo grande julgamento do Supremo deve ser o das cotas nas universidades públicas. (Págs. 1 e 6)
Corpo a corpo na Cultura
Assustada, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, saiu protegida por policiais militares de um encontro com artistas, na Assembleia Legislativa de SP. Ela ouviu uma série de críticas a seu trabalho, inclusive as de um manifesto enviado à presidente Dilma Rousseff. E reclamou ser vítima de "muita fofoca". (Págs. 1 e 11)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Conselhos dão renda para aliados de Kassab
Dos 29 secretários, 17 foram nomeados conselheiros; gastos somam R$ 534 mil
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, "engorda" os rendimentos de aliados e secretários com cargos nas oito empresas municipais.

São 75 conselheiros administrativos, que ganham R$ 6.000, e 36 conselheiros fiscais, R$ 3.000 cada, somando gastos de R$ 534 mil. (Págs. 1 e Poder A9)
Foto legenda: Onda de explosões
Fachada de agenda bancária em Cajamar após explosão causada por criminosos para retirar dinheiro de caixa eletrônico; neste ano, há casos semelhantes em ao menos outras 14 cidades da Grande SP. (Págs. 1 e Cotidiano C4)
Jogo de espiões
Com uma xícara de chá misturado a leite engordurado, tradição no Paquistão, um diplomata ocidental relata o estado das coisas em Islamabad. "Isso aqui é a capital da espionagem do mundo, e agora a guerra está estourando para o mundo real." (Págs. 1 e Mundo A13)
Foto legenda: Breve visita
Moradores de Kawauchi, próxima a usina de Fukushima, recolhem objetos em suas casas; a construção de 14 reatores será revista, disse premiê. (Págs. 1 e Mundo A17)
Calcinha, sutiã e cueca vão trazer alerta anticâncer
Roupas íntimas serão vendidas no país com etiquetas alertando para a necessidade de exames contra o câncer de mama, de colo de útero e de próstata.

É o que prevê projeto que pode ir à sanção presidencial se não houver recurso em cinco dias. (Págs. 1 e Cotidiano C6)
Acordo permite votação hoje do Código Florestal
Um acordo na noite de ontem entre governo e deputados permitiu que seja votada hoje na Câmara a reforma do Código Florestal.

A principal discussão que resta está na dispensa de reserva florestal para áreas de até quatro módulos fiscais (400 hectares). (Págs. 1 e Ciência C9)
Alemanha não avaliza uma nova ajuda a Grécia (Págs. 1 e Mundo A16)

Editoriais
Leia "Promessa de ministro", sobre proposta de Edison Lobão para derrubar preço da gasolina, e "O Itamaraty rebaixado", sobre superpassaportes. (Págs. 1 e Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Tarifas bancárias sobem até 124%
Desde a normatização dos serviços pelo BC, há três anos, receita dos bancos com a cobrança cresceu, em média, 30% acima da inflação

Três anos depois que o Banco Central adotou normas para padronizar as tarifas bancárias, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) mostra que os serviços ficaram até 124% mais caros, relata o repórter Leandro Modé.
Os bancos alegam que os pacotes oferecem itens adicionais. Além disso, as receitas dos bancos com tarifas subiram, em média, 30%, acima da inflação - a Caixa Econômica Federal foi a instituição que teve a maior expansão: 83%. Segundo o Idec, as queixas sobre o tema continuaram crescendo. Entre abril de 2009 e março de 2010, houve 1.406 reclamações; nos 12 meses seguintes, foram 1.553, alta de 10%. "A padronização das tarifas foi positiva, pois organizou a nomenclatura para os clientes", disse a gerente jurídica do Idec, Maria Elisa Novais. “Mas ainda falta clareza para o consumidor, que não sabe o que pode ter de graça e se o pacote oferecido é adequado para sua renda." (Págs. 1 e Economia B1)


Receitas de crédito: alta de 18%

As receitas de crédito dos quatro maiores bancos do País atingiram R$ 46,49 bilhões no trimestre. (Págs. 1 e Economia B3)
Contrato para Olimpíada dá até imunidade judicial ao COI
O contrato assinado pela Prefeitura do Rio para os Jogos de 2016 garante ao Comitê Olímpico Internacional (COI) poder total sobre o evento, incluindo imunidade de ações judiciais, reembolso integral de impostos - até no exterior - e 20% dos lucros, informa o repórter Wilson Tosta. O texto dá ao Comitê Organizador dos Jogos (COI), entidade privada controlada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), mais de 90% das receitas do evento. (Págs. 1 e Esportes E1)
SP fica fora da Copa das Confederações
São Paulo será excluída da Copa das Confederações de 2013, informou o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke. Quanta ao Rio, ele disse que a Fifa vai "cruzar os dedos" para que o Maracanã fique pronto a tempo. (Págs. 1 e Esportes E3)
Réus apelam à OEA no caso do mensalão
Dois réus do mensalão apresentaram denúncia à Comissão Interamericana de Direitos Humanos, da OEA. Breno Fishberg e Enivaldo Quadrado dizem que a Justiça violou direitos humanos ao negar-lhes um novo interrogatório. (Págs. 1 e Nacional A4)
Oposição está sem rumo, diz Bornhausen
O ex-presidente nacional do DEM Jorge Bornhausen se disse convencido de que a oposição está sem rumo e líder. "Houve um vácuo na oposição, e a liderança de FHC não foi preenchida", disse Bornhausen em entrevista ao Estado. (Págs. 1 e Nacional A8)
Viracopos é nova rota de tráfico internacional (Págs. 1 e Cidades C1)

Fazenda veta abater dívida de quem reflorestar (Págs. 1 e Vida A14)

Dora Kramer
O prazer de extrapolar

O Itamaraty manteve a irregularidade dos passaportes especiais aos filhos de Lula. Por quê? Porque Lula não admite ser contestado mesmo. (Págs. 1 e Nacional A6)
Roberto DaMatta
Rasgando o Brasil

A questão não está em saber quem fez mais certo, mas em aprofundar os cenários montados pelo Brasil - que não inventamos e que nos esquecerá. (Págs. 1 e Caderno 2, D10)
Notas & Informações
Um desafio para Dilma

Se repassar R$ 100 milhões ao Fundo Partidário, perderá oportunidade de dar ótimo exemplo. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Médicos e planos brigam e consumidor leva a pior

A queda de braço entre médicos e planos de saúde evoluiu para o conflito aberto após o Ministério da Justiça enquadrar os profissionais que cobram dos usuários de convênios valores extras no momento da consulta. A Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda (Assefaz) anunciou que vai repassar à Secretaria de Direito Econômico (SDE) a lista dos médicos que praticaram a irregularidade, denunciada pelo Correio. A remuneração dos profissionais de saúde está no centro da briga com os planos conveniados. A disputa prejudica diretamente os pacientes, que têm dificuldade em conseguir atendimento devido às retaliações de cada lado. O governo pretende estabelecer um prazo máximo de espera por consulta em consultórios particulares. "A situação está ruim para todos. E o consumidor não pode ser utilizado como objeto duronte as negociações”, afirma Polyanna da Silva, da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste). (Págs. 1 e 10)
Crise na cultura: Críticas e escolta para a ministra
Denunciada por receber irregularmente diárias de viagens, Ana de Hollanda teve sua gestão frente à pasta severamente criticada por artistas num debate, ontem, em São Paulo. Ao fim do encontro, saiu protegida por policiais militares para evitar o contato com a imprensa. (Págs. 1 e 5)
Foto legenda: Um novo tempo de direitos…
Há cinco anos juntos, Sérgio Nascimento e Evaldo Amorim querem formalizar a união. A decisão do STF de reconhecer os casais homossexuais foi festejada.“É uma grande vitória, porque trouxe uma reflexão e a garantia de igualdade e cidadania”, disse Amorim.

…E de respeito

Renata Barcelos e Franciely Andrade também vão legalizar a união.Elas se relacionam há quatro anos. “Somos cidadãos comuns e devemos ser reconhecidos. Essa decisão vai beneficiar as gerações futuras e melhorar a convivência da sociedade”, diz Franciely. (Págs. 1 e 30)
Concurso: Vagas na Saúde
GDF abre seleção para mais 442 cargos de níveis médio e superior. O salário pode chegar a R$ 2.640,36. (Págs. 1 e 15)
Juros: Alta nas estatais
Para tentar conter o consumo, bancos dominados pelo governo, como o BB e a CEF, lideram a elevação das taxas. (Págs. 1 e 8)
Sangue latino: Chávez e Farc aliados
Dossiê revela a ligação entre partidários de Chávez e as Farc. Em Brasília, chanceler venezuelano mantém silêncio. (Págs. 1 e 18)
Trânsito: BR-040 tem mais um dia de protestos
Moradores de Valparaíso (GO) voltaram a bloquear a rodovia, provocando um grande engarrafamento ontem à noite. Eles querem a instalação de passarelas e maior segurança na pista, que registra muitos acidentes. Na segunda-feira, uma menina de 9 anos morreu atropelada. (Págs. 1 e 31)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete: Serviços indexados puxam inflação
A inflação dos serviços subiu 8,6% em 12 meses até abril, puxada com mais força pelos itens em que há maior peso da indexação - tanto aos índices de preços passados quanto ao salário mínimo. O grupo formado por aluguel, condomínio, empregado doméstico, mão de obra (ligado à habitação) e educação avançou 9,3% no período, segundo cálculos da Quest Investimentos com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Já os serviços mais influenciados pela demanda aumentaram menos. Na mesma base de comparação, a variação desse grupo, que inclui itens como médico, dentista, cabeleireiro, conserto de automóvel, ingressos, hotel e TV a cabo, foi de 7,3%. Hoje, os serviços são a principal fonte de pressão sobre o IPCA.
A alta de alguns itens indexados supera dois dígitos nos últimos 12 meses. Empregado doméstico, por exemplo, aumentou 10,3% e mão de obra, 11,1%. Os dois são fortemente influenciados pelo salário mínimo, explica o economista Fábio Ramos, da Quest. Em 2010, o piso salarial teve alta nominal de 9,7%, 5,9% acima da inflação. Neste ano, o aumento foi de 6,7% nominais, ou 0,4% real, mas em 12 meses ainda há influência considerável do reajuste de 2010. (Págs. 1 e A3)
Governo abre processo contra a BR Distribuidora
O Ministério da Justiça decidiu abrir processo contra a BR Distribuidora por causa dos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis no Distrito Federal. O processo deverá ser o primeiro de uma ofensiva dos órgãos antitruste do governo por mais concorrência na formação dos preços da gasolina.
A abertura de investigação contra a BR (distribuidora da Petrobras), publicada no "Diário Oficial" de hoje, é considerada paradigmática, pois o Cade e a Secretaria do Direito Econômico investigam os aumentos há mais de dez anos e nunca chegaram a uma condenação. Durante esse período, as investigações sempre se deram sobre a rede de postos que lidera o mercado no Distrito Federal. Agora, em vez de processar a rede do varejo, a SDE concluiu que a BR Distribuidora tem responsabilidade nos aumentos. Isso porque a estatal negocia contratos em condições favoráveis à Gasol. (Págs. 1 e A4)
BRF rejeita vender marcas líderes
Nas negociações com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre a compra da Sadia pela Perdigão, a BRF - Brasil Foods informou que não aceita se desfazer de uma das duas marcas, pois representam a essência da fusão. Mas está disposta a negociar marcas menores, como Rezende ou Wilson.
Pelo lado do Cade, a principal preocupação é com a nova classe C, força motriz da atual fase de crescimento do país, como lembram integrantes do órgão. Para eles, a classe C poderá ser prejudicada com a redução da concorrência entre Sadia e Perdigão, já que a união entre elas concentrará mais de 70% das vendas em diversos itens consumidos por essas famílias. Para a Brasil Foods, a nova classe média não será prejudicada, porque a aumento da eficiência decorrente da fusão propiciará redução de preços. (Págs. 1 e D3)
Brasileiros compram 2º banco nos EUA
Menos de um ano e meio depois de ter comprado um pequeno banco na Flórida (EUA), um grupo de investidores liderados por brasileiros está prestes a fechar sua segunda aquisição. Os sócios da Artesia Gestão de Recursos, donos da Metalfrio e da varejista Le Lis Blanc, devem receber em breve a autorização das autoridades americanas para a compra do First Community Bank of America. A instituição será fundida com o Community Bank and Company, adquirido em dezembro de 2009, criando um novo banco com ativos de US$ 700 milhões, depósitos de US$ 552 milhões e 17 agências na região da baía de Tampa, na Flórida. Será bem maior do que o EuroBank, comprado há três semanas pelo Banco do Brasil, por US$ 6 milhões. (Págs. 1, C1 e C3)
Cresce papel do Novo Mercado no índice da bolsa
Pouco mais de dez anos após sua criação, as companhias do Novo Mercado ocupam hoje um bom espaço do Índice Bovespa: são 31 das 64 empresas que compõem o indicador. É um reflexo da preferência dos investidores por empresas com maior nível de governança e uma mostra da carência histórica do mercado local por novos ativos. As empresas do Novo Mercado respondem por 38% do peso da carteira teórica. Em 2007, ano de maior atividade do mercado, eram 14 empresas, que somavam 12,5% de participação no índice. (Págs. 1 e D1)
Capela do Socorro, onde o DEM ainda domina
Alexandre Leite, de 21 anos, foi eleito deputado federal no ano passado. Seu irmão, Milton Leite Filho, também ganhou o segundo mandato na Assembleia de São Paulo. Os dois jovens deputados são filhos do vereador Milton Leite, que fez de Capela do Socorro, bairro paulistano da zona sul, um reduto onde o DEM reina soberano, mesmo após a criação do PSD do prefeito Gilberto Kassab.
Pouco conhecido fora da região sul da capital paulista, Leite é sócio de cinco empresas de construção e planejamento. O crescimento da votação na família é proporcional ao investimento nas obras de um programa municipal na região da Capela do Socorro, ex-reduto petista onde outra dinastia, a família Tatto, reinava até a eleição municipal passada. O programa, denominado Mananciais, dá casas a famílias removidas de áreas próximas às represas Guarapiranga e Billings. (Págs. 1 e A16)
Mudanças societárias na Taurus
A fabricante de armamentos Forjas Taurus fechou acordo com os minoritários para promover uma ampla reestruturação societária que prevê a incorporação, pela companhia, da dívida financeira de R$ 165 milhões da holding. Em contrapartida, o controlador, Luis Fernando Costa Estima, vai transferir aos demais sócios mais da metade de suas ações ordinárias e deixará a presidência-executiva. A empresa também vai aderir ao Nível 2 da BM&FBovespa e adotará medidas adicionais de governança corporativa. Além de Estima, cuja participação nas ações ordinárias passará a 43,8%, os dois principais acionistas são o banco Geração Futuro e a Previ, fundo de pensão do Banco do Brasil. (Págs. 1 e D11)
Aneel recusa prorrogar concessão da usina de Xingó à Chesf (Págs. 1 e B9)

Cana ganha espaço nos negócios da BrasilAgro (Págs. 1 e B16)

Hidrelétricas na Patagônia
A construção de cinco hidrelétricas na Patagônia chilena, com capacidade para gerar 2,75 gigawatts, equivalente a 35% da demanda atual do país, enfrenta protestos de ambientalistas e partidos de oposição. (Págs. 1 e Al3)
Chávez e as Farc
Relatório do Instituto Internacional de Estudos Estratégicos, com base em dados obtidos em computador apreendido com líder das Farc, diz que Hugo Chávez ofereceu ajuda à guerrilha colombiana. (Págs. 1 e A13)
Celular em prisão preocupa os EUA
A exemplo do Brasil, o governo americano também busca alternativas tecnológicas para impedir o uso de celulares por presidiários. Só na Califórnia, mais de 10 mil telefones foram apreendidos com detentos no ano passado. (Págs. 1 e B4)
Gigante cervejeira
O setor cervejeiro acumula US$ 142 bilhões em fusões e aquisições nos últimos cinco anos, mas analistas acreditam que o grande negócio ainda está por vir: a compra da SAB-Miller pela Anheuser-Busch InBev, que passaria a ter um terço do mercado mundial. (Págs. 1 e B8)
Máquinas argentinas no Brasil
Atraídas pelo crescimento do agronegócio no Brasil, fabricantes argentinos de máquinas e equipamentos agrícolas como Metalfor, Ombú e Du Maire instalam novas unidades e expandem suas operações no país. (Págs. 1 e B14)
SP eleva aposta no café
O café voltou a ser uma cultura atraente para os agricultores paulistas. Com a forte valorização dos preços, cafeicultores do Estado voltaram a apostar na atividade e vão destinar neste ano 13,7 mil hectares para formação de novos cafezais. (Págs. 1 e B16)
Educação executiva avança na AL
O ranking do "Financial Times" das melhores escolas de negócios do mundo mostra avanço das instituições latino-americanas, com 11 listadas. A Fundação Dom Cabral, de Minas Gerais, ficou na terceira posição em cursos customizados. (Págs. 1 e D12)
Ideias
Cristiano Romero

Pela primeira vez em nove anos, oferta de crédito pelo BNDES deve cair em relação ao exercício anterior. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Wilen Manteli

Em vez de estimular os investimentos na infraestrutura portuária, o governo prefere tributar e onerar os empreendedores. (Págs. 1 e A10)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: A febre do consumo não baixa...
Mesmo com o juro em alta, impulsionado principalmente pelas taxas cobradas pelo Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, o brasileiro se recusa a parar de comprar, apelando para o financiamento de bens duráveis. Um dos principais objetos do desejo são as TVs, que, segundo o IBGE, ficaram em média 7,38% mais baratas nos quatro primeiros meses do ano. Ontem, no Centro de BH, o operador de produção Alexandre Luiz Santos aproveitou uma folga à tarde para levar uma 40 polegadas de LED, que carregou no ombro mesmo. (Págs. 1, 12 a 14 e o Editorial ‘O crédito prudente’, 10)
...E o remédio ainda é fraco
Busca por crédito cai, mas continua a preocupar lojista.

Inflação de BH é a mais alta entre as capitais.

Preço da gasolina sobe, apesar do álcool em queda. (Págs. 1, 12 a 14 e o Editorial ‘O crédito prudente’, 10)
Marcha: Dilma afaga prefeitos com R$ 750 mi
Em discurso para 2,3 mil chefes de Executivo, presidente anuncia liberação de recursos da Caixa para todas as obras em andamento. Mas foge de cobranças como o alongamento do prazo para o uso de verbas de orçamentos passados em projetos ainda não iniciados e de temas polêmicos como royalties do pré-sal e a Emenda 29, que destina recursos para a saúde. (Págs. 1, 3 e 4)
BR-381: Constatados danos em outra ponte
Secretaria de Obras confirma avaria em viaduto sobre o Rio Vermelho, em Nova União. Estaca do bloco de sustentação de uma das colunas está separada da estrutura por um vão de 15 centímetros. Preocupação de prefeito e de caminhoneiros é de que haja interdição, como ocorreu coma ponte sobre o Rio das Velhas. (Págs. 1 e 23)
Venezuela: Dossiê aponta parceria entre Chávez e Farc
Comunicações da guerrilha colombiana obtidas por instituto britânico revelam que integrantes do governo de Hugo Chávez teriam feito acordo com os guerrilheiros para eliminar opositores do regime. (Págs. 1 e 18)
Juiz de Fora
Universidade é proibida de cobrar a mais de deficiente. (Págs. 1 e 15)
Voo 447: Juízes suspendem resgate de corpos decompostos (Págs. 1 e 9)

------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Sistema monitora clima e barragens
Novo serviço do governo do Estado é capaz de fornecer dados com 72 horas de antecedência facilitando ações da defesa civil. (Págs. 1 e Cidades 1 a 4)

Recife lança edital de tecnologia que pode prever onde a cidade vai alagar

Além da sala de observação climática e de barragens, será licitado, pela Prefeitura do Recife, o georeferenciamento da capital.

Processo, que usa laser, identificará áreas de risco e zonas de alagamento. Veja como tudo isso funciona. (Págs. 1 e Tecnologia 1 e 2)
Foto legenda: Reforço
Eduardo Campos inaugurou sala que recebe informações de equipamentos avaliados em R$ 1 milhão. (Pág. 1)
Foto legenda: Chuvas na Mata Sul
Ponte caiu em Gameleira. Travessia é difícil. (Pág. 1)
TSE cancela 45 mil títulos em Pernambuco
Documentos foram suspensos porque seus proprietários não cumpriram as obrigações eleitorais. Só no Recife, foram mais de 10 mil. (Págs. 1 e 5)
Relatório revela ligação entre as Farc e Chávez
Informações asseguram que presidente da Venezuela prometeu US$ 300 milhões ao grupo para afetar o equilíbrio na vizinha Colômbia. (Págs. 1 e 10)
Voz do Leitor: Foco de dengue
Josias Filho flagrou entulhos e água empoçada em uma construção abandonada na Rua das Graças. (Págs. 1 e 9)
Inglês acusa Ricardo Teixeira de corrupção (Págs. 1 e Esportes 5)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Demissões marcam mudança de modelo no Vale Calçadista
Ao desempregar 840 em Parobé, fechamento de unidade da Azaleia expõe desafio do Rio Grande do Sul de transformar segmento atingido pela concorrência externa.


Tarso critica Azaleia e revê uso de incentivos.

Piratini apressa medidas de apoio para o setor. (Págs. 1, 4, 5 e Editorial, 12)
Combustíveis: Queda no álcool alivia a pressão sobre a gasolina
Em 32 postos conferidos por ZH, preço do litro do etanol chegou a cair para R$ 2,379. (Págs. 1 e 14)
Agronegócio: Nova fábrica reforça o noroeste do RS
Bunge inaugurará amanhã misturadora de fertilizantes em Cruz Alta. (Págs. 1 e 19)
Mais rigor: TCE reprovará as contas de cidades que não multarem
Tribunal de Contas cobra ação dos 263 municípios que descumprem o Código de Trânsito. (Págs. 1 e 27)------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo - São Paulo
Tarifas bancárias sobem até 124%

Jornal da Tarde - São Paulo
Paralisadas obras da Arena Palestra

Valor Econômico - São Paulo
Serviços indexados puxam inflação

Folha de S. Paulo - São Paulo
Conselhos dão renda para aliados de Kassab

Jornal do Brasil - Rio de Janeiro
CBF: Ricardo Teixeira vai à Justiça contra dirigente inglês

O Globo - Rio de Janeiro
Governo Chávez pediu que Farc matassem opositores

Hoje em Dia - Belo Horizonte
Minas e Rio somam 52% dos homicídios impunes

Estado de Minas - Belo horizonte
A febre do consumo não baixa...

Correio Braziliense - Brasília
Médicos e planos brigam e consumidor leva a pior

Diário do Nordeste - Fortaleza
Jovens apreendidos após roubo de picape

Jornal do Comércio - Pernambuco
Sistema monitora clima e barragens

A Tarde - Salvador
Projeto que altera transporte de crianças está emperrado

Correio do Povo - Porto Alegre
Após promessa de ministro e queda do etanol, preço da gasolina segue alto no RS

Zero Hora - Porto Alegre
Demissões marcam mudança de modelo no Vale Calçadista

The New York Times - Estados Unidos
Cortes em empréstimos podem afetar mercado imobiliário de luxo

The Washington Post - Estados Unidos
Democratas miram em grandes empresas de petróleo

The Times- Reino Unido
Síria: dentro da prisão secreta de Assad

The Guardian - Reino Unido
Não abandone o Afeganistão depois de 2014

Le Figaro - França
Redimento Solidário: maioria quer priorizar estágios

Le Monde - França
2012: os primeiros contornos da doutrina Sarkozy

El Pais - Espanha
Membro do ETA agita campanha ao pedir voto para o Bildu

El Mundo - Espanha
Zapatero: Com Bildu ou sem Bildu, o governo continuará encurralando o ETA

Público - Portugal
Subida da Euribor penalizou taxa de juro que Portugal vai pagar à União Europeia

Clarín - Argentina
Cristina reage contra pressão de sindicatos

Página 12 - Argentina
Um voo ao cárcere

China Daily - China
Diálogo entre EUA e China tem bons resultados
  Fonte: R7 e Agencia Brasil



























































Comentários