Campanha do Desarmamento no Rio


Governo lança nesta sexta-feira
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e instituições parceiras lançam, nesta sexta-feira, às 10h, a Campanha Nacional do Desarmamento 2011 – Tire uma arma do futuro do Brasil. A solenidade será no Palácio da Cidade, sede da Prefeitura do Rio, com as presenças do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes.
O objetivo da campanha é sensibilizar a população e recolher o maior número possível de armas de fogo. Estudos como o Mapa da Violência mostram redução nos índices de criminalidade, principalmente homicídios, com a realização de campanhas anteriormente.
Para estimular e facilitar o recolhimento, a campanha apresenta quatro novidades: o anonimato para quem entregar a arma; a inutilização da arma já no ato da entrega; a agilidade no pagamento da indenização (depois de 24 horas até, no máximo, 30 dias após a entrega); a ampliação da rede de recolhimento: além das delegacias da Polícia Federal, outros locais serão credenciados gradualmente pelo Ministério da Justiça.
Após o lançamento no Rio, o ministro da Justiça acompanhará a destruição de armas em Volta Redonda. Mais de mil armas de fogo, já recolhidas pelo Exército, serão destruídas no alto forno da usina Presidente Vargas, na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).
Acompanham o ministro no ato em Volta Redonda a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, e o secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame. 
Extra  on line

Comentários