Cassação por ter tuitado sessão

Vereador de Macaé corre risco


Por ter usado o microblog Twitter para transmitir uma sessão na Câmara de Vereadores de Macaé, no Norte Fluminense, o vereador Danilo Funke (PT) corre o risco de perder o mandato.
Funke foi denunciado por outros vereadores à Comissão de Ética, Moral, Bons Costumes e Decoro Parlamentar. Eles pedem sua cassação.
A sessão discutia o plano de cargos de salários dos professores da rede pública municipal.
"As seções são públicas, elas podem ser filmadas, tanto que a Casa tem cinegrafista, mas como sou o único de oposição eles fizeram isso", disse Funke à Folha de São Paulo.
O vereador reconhece, no entanto, que exagerou ao pegar fotos de outros vereadores no site oficial da Câmara e colocar em seu site pessoal. "Mas já houve casos mais graves em Macaé e sequer foi levantada a hipótese de cassação", defendeu-se.
A assessoria do vereador Julinho do Aeroporto (PMDB), que fez o pedido de abertura de inquérito para cassação do parlamentar, informou que o problema não foi a transmissão da sessão, mas a má informação prestada por Funke.
De acordo com a assessoria, o vereador teria divulgado nas redes sociais que os vereadores haviam votado contra os professores da cidade.
Através de nota, a Câmara Municipal de Macaé informou que o plano de cargos e salários não estava em votação, só em exame.
Funke tem 10 dias para apresentar defesa.

 

Comentários