Cerca de 430 mil servidores estaduais passarão a receber pelo Bradesco

Economia Aflora

Cerca de 430 mil servidores estaduais, entre ativos, inativos e pensionistas, passarão a receber pelo Bradesco. A mudança ocorre a partir de janeiro de 2012 e é fruto do leilão do antigo Banco do Estado do Rio de Janeiro (Berj).

O Bradesco comprou o banco por R$ 1,8 bilhão. Em troca, receberá um crédito fiscal de R$ 3 bilhões e assumira toda a folha de
O secretário Estadual da Casa Civil, Regis Fichtner, comemorou a disputa pelo Berj e disse que é reflexo do bom momento econômico que vive o Estado do Rio. "Quatro grandes bancos brasileiros disputaram um banco em liquidação e a folha de pagamentos do Estado do Rio de Janeiro. É uma demonstração de confiança no Estado do Rio de Janeiro, de condução do Estado pelo governo Sérgio Cabral", dsse Fichtner.

O leilão, no entanto, não incluiu dois prédios do antigo Berj e o acervo cultural do banco. Um dos prédios é o vulgo "Banerjão", no Centro do Rio, avaliado em R$ 86 milhões. Já o acervo cultural inclui obras de pintores históricos como Di Cavalcanti, Alfredo Volpi e Anita Malfati.

pagamentos do Estado. O contrato deve ser assinado dentro de cinco dias, quando a instituição financeira pagará 20% do valor total da compra.

O leilão reuniu quatro grandes bancos. Além do Bradesco, que fez a maior oferta,
Banco do Brasil, Santander e Itaú disputaram as ações do antigo Berj. O BB fez um lance de R$ 729 milhões, seguido pelo Santander, cerca de R$ 650 mi, e do Itaú, R$ 590 milhoes.

Comentários