Homofobia no Rio de Janeiro

Novo portal vai receber denúncias

Espaço online terá também a agenda LGBT da cidade

A Prefeitura do Rio lançou nesta quarta-feira (18) um pacote de ações de combate à homofobia. Entre os projetos lançados, destacou-se a inauguração do novo portal na internet da Coordenadoria Especial de Diversidade Sexual, que vai informar a agenda LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) e ainda deve receber denúncias.



O pacote também inclui a formação de uma frente de trabalho para coibir a prática de bullying motivada por homofobia nas escolas, abrigos, hospitais e outros centros de atendimento da Prefeitura do Rio. Além disso, serão oferecidos cursos de capacitação em estabelecimentos comerciais para orientar os funcionários sobre os direitos dos homossexuais e esses locais ganharão o selo "Rio Sem Preconceito".
O prefeito Eduardo Paes assinou um decreto que garante a travestis e transexuais o uso do nome social em órgãos municipais - como as unidades de saúde e educação.
A cerimônia realizada no Palácio da Cidade também contou com a presença do coordenador especial da Diversidade Sexual, Carlos Tufvesson, da secretária de Educação, Claudia Costin, do secretário de Assistência Social, Rodrigo Bethlem e do vice-presidente da Riotur, José Carlos Sá.

Comentários