Menino fica tetraplégico em Maricá

 com espeto de churrasco no pescoço

Marcelo Dias

Um menino de 9 anos foi barbaramente atacado em Maricá e ficou tetraplégico ao ter a coluna vertebral cortada por um espeto de churrasco. O crime aconteceu no último domingo. A violência do golpe seccionou a medula completamente, tirando-lhe todos os movimentos dos braços e das pernas.
O caso está sendo investigado pela 82ª DP e o principal suspeito é um parente da criança. O menino foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Azevedo Lima, em Niterói. Ao constatarem a gravidade do caso, os médicos levaram-no imediatamente para o centro cirúrgico para a retirada da haste de ferro.
Segundo a Secretaria estadual de Saúde, os médicos confirmaram durante a operação que o espeto havia cortado a medula totalmente. A criança ficou tetraplégica e está internada no centro de tratamento intensivo pediátrico. O garoto respira com a ajuda de aparelhos e seu quadro clínico é grave. O caso foi denunciado pela direção do hospital ao Conselho Tutelar de Maricá, que registrou a ocorrência na 82ª DP.
O menino está em coma e corre risco de vida. Ontem, ele foi submetido a novos exames clínicos e de raio-X para reavaliar seu estado de saúde. A mãe da vítima está no hospital desde o dia do crime. Apegada a uma Bíblia, ela não tem falado com ninguém.
— Nunca vi algo assim na vida. Recebemos muitos bandidos e vítimas de violência de Niterói, São Gonçalo e outras cidades, mas esse caso chocou o hospital inteiro — conta um funcionário.

Comentários