Morre defensor dos direitos dos negros ...

 ... o ativista Abdias Nascimento

Morreu na noite da última segunda-feira, dia 23, aos 97 anos, o ativista negro Abdias Nascimento. Segundo o Ceap (Centro de Articulação de Populações Marginalizadas), Abdias, que sofria de diabetes, estava internado no hospital dos Servidores, no Centro do Rio, há dois meses. Em nota, o hospital informou que o ativista teve uma insuficiênica cardíaca na unidade.
Conselheiro do Ceap, Ivanir dos Santos informou que o corpo de Abdias será cremado nesta quarta-feira.



Abdias Nascimento deu início à sua luta em defesa dos direitos dos negros ainda na década de 1930. Fundador do TEN (Teatro Experimental do Negro) e do Ipeafro (Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-brasileiros), também foi deputado federal, senador e secretário de Defesa e Promoção das Populações Afro-Brasileiras do Estado do Rio de Janeiro na segunda gestão do governador Leonel Brizola (1991-1994).

Como repórter, atuou no jornal Diário e fundou o jornal Quilombo. Em sua homenagem, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro criou o prêmio Abdias Nascimento, para estimular a produção de reportagens ligadas aos direitos dos negros.

Comentários