Tragédia aérea

Queda de avião mata 22 pessoas na Argentina

Tripulação relatou congelamento de uma das asas antes do acidente
Yamil Regules/Reuters
Yamil Regules/Reuters
Famílias ainda buscam informações sobre o acidente em região desabitada na Argentina

Um avião com 22 pessoas a bordo caiu na noite de ontem (18) na Província argentina de Rio Negro, no sul do país próximo à Patagônia, segundo informações das autoridades locais. A aeronave, da companhia aérea Sol, levava 18 passageiros adultos, um menor de idade, dois pilotos e uma aeromoça, perdeu contato após apenas 42 minutos de voo.
Equipes da polícia e do Corpo de Bombeiros foram acionadas por volta das 20h50, quando a tripulação do voo 5428, que cobria a rota entre as cidades de Córdoba, Mendoza, Neuquén e Comodoro Rivadavia, realizou o último contato, declarando estar “em emergência”. O avião, um Saab 340 biturbo, decolou às 20h08 de Neuquén para cumprir a última parte da rota.
Ismael Ali, diretor do hospital de Los Menucos, a cidade mais próxima ao acidente, confirmou ao canal Todo Notícias que não há sobreviventes.
- Infelizmente ninguém sobreviveu. Nós vemos restos carbonizados, tudo pegou fogo e ficou destruído.

De acordo com um comunicado da empresa Sol, a viagem de Neuquén, perto da cordilheira dos Andes, para Comodoro Rivadavia, na costa da Patagônia, deveria levar uma hora e 50 minutos e o avião tinha combustível suficiente para três horas e meia de voo. A capacidade do avião poderia chegar a 36 passageiros.
- A companhia aérea já realizou todos os protocolos comuns a este tipo de situação, avisando os aeroportos envolvidos (na decolagem e na previsão de aterrissagem), os aeroportos alternativos, o centro de controle aéreo da Administração Nacional de Aviação Civil e a Secretaria de Transporte da Argentina.
Um porta-voz do governo de Rio Negro disse a uma emissora local que a aeronave enviara três avisos de emergência porque uma de suas asas (e consequentemente os motores) teria congelado. As autoridades, porém, não confirmam que isso de fato tenha causado o acidente.
O avião caiu perto da localidade de Los Menucos, 1.387 km ao sudoeste da capital Buenos Aires, nas imediações de uma região denominada Prahuaniyeu, em pleno planalto da Província.
A prefeita de Los Menucos, Mabel Yahuar, confirmou à emissora C5N que um morador da região indicou às autoridades que viu um avião cair na região. Yahuar explicou ainda que, como na área inóspita não há comunicação, a testemunha se dirigiu a Los Menucos, a 40 km do local, para avisar do acidente.
A lista de passageiros ainda não foi divulgada pela companhia aérea.

Comentários