Violência sexual contra crianças e adolescentes

Ministério Público lança campanha de combate
Projeto vai divulgar importantes canais para que vítimas façam denúncias


O Ministério Público do Rio de Janeiro lança nesta sexta-feira (20) a campanha "Quem cala consente!". O projeto tem caráter nacional e visa incentivar o enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes.



O objetivo é intensificar a articulação entre setores e sensibilizar públicos de todas as idades no combate a prática desses crimes. Importantes canais de denúncia serão divulgados. Pelo menos quatro mil denúncias por abuso ou exploração sexual foram feitas no primeiro trimestre ao Disque 100, de acordo com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.
Dossiê recém-divulgado pelo Instituto de Segurança Pública do Rio revelou que meninas de até 14 anos representavam mais da metade das vítimas (53,5%) de estupro no Estado do Rio de Janeiro ano passado.

 
Veja a programação do seminário:
Início:  9h30
Cláudio Soares Lopes – Procurador-Geral de Justiça do Rio
Sandra Lia Simón – Conselheira Nacional do Ministério Público
Rodrigo Neves Barreto – Secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos
Martha Rocha – Chefe de Polícia Civil do Rio de Janeiro
Rodrigo Cézar Medina da Cunha – Promotor de Justiça, Coordenador do 4º Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e Juventude do Estado.


Palestras: 10h
Fenômeno da violência sexual: a abordagem interdisciplinar da proteção integral dos direitos de crianças e adolescentes

Perspectivas no âmbito nacional para o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes
Priscilla Linhares Albino – promotora coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude do Ministério Público do Estado de Santa Catarina

O impacto psicológico da vivência de abuso e exploração sexual e suas consequências: um olhar para a criança e o adolescente vítimas
Maria do Carmo Cintra de Almeida Prado – psicanalista do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Parâmetros norteados do atendimento a adolescentes vítimas de exploração sexual
Rodrigo Silva Lima – assistente social, professor da Escola de Serviço Social da Universidade Federal Fluminense e ex-coordenador da instituição de acolhimento Casa da Vila


Lançamento da campanha: 14h

Rodrigo Cézar Medina da Cunha – promotor coordenador do 4º Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e Juventude do Rio de Janeiro


Segunda-feira (20): 14h20 
A construção de fluxos de atendimento de crianças e adolescentes vítimas de violência sexual Rio

O papel das polícias na apuração e repressão aos crimes sexuais praticados contra crianças e adolescentes
Fábio Corsino Freire – delegado titular da Delegacia do Adolescente Vítima

Estratégias da escola frente ao fenômeno do abuso e exploração sexual
Rodrigo de Oliveira Júnior – coordenador-geral de Direitos Humanos da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação

 

Comentários