Bombeiros deixam prisão em quartel marchando e sob aplausos da população

Emocionados, muitos militares choraram ao cantar o hino da corporação

Reprodução Rede Record
Reprodução Rede Record

Marchando, emocionados e aplaudidos pela população. Foi assim que a grande parte dos 439 bombeiros detidos há uma semana no quartel de Charitas em Niterói deixou a prisão rumo à liberdade por volta das 9h deste sábado (11).
Com cartazes pedindo a anistia aos presos, muitos choraram enquanto cantavam o hino dos bombeiros e o hino nacional. Uma queima de fogos na homenageou os militares.
Um dos agentes falou rapidamente com a equipe da Rede Record e bateu continência antes de se despedir para continuar a manifestação.
- É muita emoção. Só queremos a liberdade, voltar para nossas famílias, nossos amigos e ao trabalho. Sabíamos que éramos queridos, mas não tantos.
Por volta das 8h, alguns dos presos começaram a sair, mas a maioria esperou para que todos deixassem o quartel juntos. Uma falha na lista dos alvarás deixou dez bombeiros sem a liberdade. Os militares que já foram soltos dizem que vão ficar do outro lado da rua aguardando a saída deles.

Comentários