De boneca de crack ao pão com celular, o crime se esconde


Em busca de alternativas para escapar de cercos policiais e abordagens em rodovias e aeroportos, criminosos usufruem de táticas inusitadas. Nessa quinta-feira, em Guaíra, na divisa do Paraná com São Paulo, uma jovem de 19 anos foi presa com um fuzil calibre 556 dentro de um travesseiro. A moça estava em um táxi paraguaio que foi abordado em frente ao posto da Polícia Rodoviária Federal na BR-163, próximo à Ponte Ayrton Senna  Foto: PRF/Divulgação
Foto: PRF/Divulgação 
Em busca de alternativas para escapar de cercos policiais e abordagens em rodovias e aeroportos, criminosos usufruem de táticas inusitadas. Na quinta-feira, em Guaíra, na divisa do Paraná com São Paulo, uma jovem de 19 anos foi presa com um fuzil calibre 556 dentro de um travesseiro. A moça estava em um táxi paraguaio que foi abordado em frente ao posto da Polícia Rodoviária Federal na BR-163, próximo à Ponte Ayrton Senna


Em Porto Alegre, uma mulher de 26 anos, acusada de aliciar adolescentes para atuar no tráfico de drogas, foi presa nesta sexta-feira ao ser flagrada com quase meio quilo de crack escondido dentro de uma boneca. O brinquedo estava no forro da residência da traficante  Foto: PRF/Divulgação
Foto: PRF/DivulgaçãoEm Porto Alegre, uma mulher de 26 anos, acusada de aliciar adolescentes para atuar no tráfico de drogas, foi presa na sexta-feira ao ser flagrada com quase meio quilo de crack escondido dentro de uma boneca. O brinquedo estava no forro da residência da traficante


Nos presídios, detentos utilizam todos os recursos possíveis, muitas vezes com apoios de agentes corruptos para ter acesso a telefones celulares. Em 2007, o servidor Fábio de Souza, de 25 anos, foi preso em flagrante quando tentava entrar com quatro telefones celulares e um carregador de bateria escondidos em pãezinhos de sal na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte  Foto: Cristiano Couto/Futura PressFoto: Cristiano Couto/Futura Press
Nos presídios, detentos utilizam todos os recursos possíveis, muitas vezes com apoios de agentes corruptos para ter acesso a telefones celulares. Em 2007, o servidor Fábio de Souza, de 25 anos, foi preso em flagrante quando tentava entrar com quatro telefones celulares e um carregador de bateria escondidos em pãezinhos de sal na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região
Metropolitana de Belo Horizonte


Em junho de 2007, um travesti tentou entrar no Centro de Detenção Provisória (CPD) da cidade de São José dos Campos (SP), com uma broca, dois extensores, um celular e dois chips escondidos no ânus. Durante a revista das visitas no CDP um detector de metais acusou os objetos, que estavam embrulhados em plásticos e fita isolante  Foto: Luciano Coca/Chromafotos /Futura Press
Foto: Luciano Coca/Chromafotos /Futura Press
Em junho de 2007, um travesti tentou entrar no Centro de Detenção Provisória (CPD) da cidade de São José dos Campos (SP), com uma broca, dois extensores, um celular e dois chips escondidos no ânus. Durante a revista das visitas no CDP um detector de metais acusou os objetos, que estavam embrulhados em plásticos e fita isolante


 
Em 2006, a francesa Bezi Madeleine Ombelet, 23 anos, foi presa por agentes da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, com uma barriga falsa com 1,58 kg de pasta de cocaína. Madeleine pretendia embarcar em um vôo para Amsterdã, capital da Holanda, levando a droga, mas o entorpecente foi detectado pelo raio X   Foto: PF/Divulgação
Foto: PF/Divulgação
Em 2006, a francesa Bezi Madeleine Ombelet, 23 anos, foi presa por agentes da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, com uma barriga falsa com 1,58 kg de pasta de cocaína. Madeleine pretendia embarcar em um vôo para Amsterdã, capital da Holanda, levando a droga, mas o entorpecente foi detectado pelo raio X


 
No Aeroporto Internacional de Guarulhos, a Polícia Federal prendeu um africano que transportava entorpecentes escondidos no interior de estatuetas de Jesus Cristo, em 2006. Durante fiscalização de rotina, policiais federais suspeitaram da bagagem do homem. Ao abrirem sua mala encontraram sete imagens de Jesus recheadas com 6,530 kg de cocaína  Foto: PF/Divulgação

Foto: PF/Divulgação
No Aeroporto Internacional de Guarulhos, a Polícia Federal prendeu um africano que transportava entorpecentes escondidos no interior de estatuetas de Jesus Cristo, em 2006. Durante fiscalização de rotina, policiais federais suspeitaram da bagagem do homem. Ao abrirem sua mala encontraram sete imagens de Jesus recheadas com 6,530 kg de cocaína

No ano passado, uma haitiana de 27 anos foi presa ao ser flagrada com 3 kg de cocaína camuflados por uma vela de sete dias, no aeroporto internacional de Guarulhos. A droga estava dentro de garrafas plásticas, cobertas com cera no formato de velas de diferentes cores   Foto: PF/Divulgação
Foto: PF/Divulgação
No ano passado, uma haitiana de 27 anos foi presa ao ser flagrada com 3 kg de cocaína camuflados por uma vela de sete dias, no aeroporto internacional de Guarulhos. A droga estava dentro de garrafas plásticas, cobertas com cera no formato de velas de diferentes cores

Nesta ano, a Polícia Federal prendeu um homem, de 25 anos, em Salgueiro, a 466 km de Recife, que transportava 63 kg de maconha prensada dentro de quadros de imagens religiosas. O flagrante ocorreu durante uma fiscalização de rotina no terminal rodoviário do município  Foto: PF/Divulgação
Foto: PF/Divulgação
Nesta ano, a Polícia Federal prendeu um homem, de 25 anos, em Salgueiro, a 466 km de Recife, que transportava 63 kg de maconha prensada
dentro de quadros de imagens religiosas. O flagrante ocorreu durante uma fiscalização de rotina no terminal rodoviário do município


Em 2008, no aeroporto de Recife, Pernambuco, um baiano de 22 anos tentou embarcar para Portugal com cocaína escondida dentro de chocolates importados. Agentes do aeroporto desconfiaram do nervosismo dele e o encaminharam para a sala da Polícia Federal. Ao checar a bagagem do passageiro, a polícia encontrou várias barras de chocolate com forte odor de éter. Nos produtos existiam finas camadas de cocaína  Foto: PF/Divulgação
Foto: PF/Divulgação
Em 2008, no aeroporto de Recife, Pernambuco, um baiano de 22 anos tentou embarcar para Portugal com cocaína escondida dentro de chocolates importados. Agentes do aeroporto desconfiaram do nervosismo dele e o encaminharam para a sala da Polícia Federal. Ao checar a bagagem do passageiro, a polícia encontrou várias barras de chocolate com forte odor de éter. Nos produtos existiam finas camadas de cocaína

No aeroporto Internacional de Fortaleza, a Polícia Federal apreendeu, em 2008, 11,4 kg de cocaína, escondidos em apagadores usados em quadros negros de salas de aula. A droga era levada por um africano de Guiné-Bissau, que pretendia retornar ao país de origem  Foto: PF/Divulgação
Foto: PF/Divulgação
No aeroporto Internacional de Fortaleza, a Polícia Federal apreendeu, em 2008, 11,4 kg de cocaína, escondidos em apagadores usados em quadros negros de salas de aula. A droga era levada por um africano de Guiné-Bissau, que pretendia retornar ao país de origem

Comentários