Em Campos, suspeitos de participar da quadrilha de adulteração de combustível ...

... são liberados

Quadrilha também sonegava impostos

A secretaria de Polícia Civil confirmou nesta quarta-feira (8) que os 13 detidos durante a operação Cana Dura, em Campos dos Goytacazes, no norte do Estado, vão ser liberados.
Os suspeitos estavam cumprindo prisão temporária de cinco dias e o prazo termina nesta quinta-feira (9). Segundo a delegada responsável pela operação, Izabela Santoni, eles estavam detidos para não atrapalhar a coleta de provas. Como essa etapa foi concluída, não seria necessário pedir uma prorrogação do tempo de prisão.
Agora os policiais civis estão na fase final de apuração dos documentos. Quando toda a análise for concluída o material vai ser encaminhado para o Ministério Público, que vai decidir se denuncia o caso e pede a prisão dos suspeitos ou não.
A operação Cana Dura aconteceu na última quinta-feira (2). Durante todo o dia cerca de 150 policiais vistoriaram depósitos e postos de gasolina e até algumas casas para desmontar uma quadrilha especializada em sonegação de impostos e adulteração de combustíveis.

Comentários