Pane em sistema da Justiça atrasa liberdade de bombeiros

Todos os documentos têm se ser digitados e encaminhados à Polinter

O grande volume de alvarás de soltura que têm de ser emitidos pela Auditoria Militar para libertar os 439 bombeiros presos causou uma pane no sistema do órgão nesta sexta-feira (10). Com isso, todos os documentos estão sendo digitados individualmente, de acordo com a assessoria de imprensa TJ (Tribunal de Justiça). O procedimento deve atrasar a libertação dos detidos, que deve se arrastar para a madrugada de sábado (11).
 De acordo com a assessoria de imprensa do TJ, os alvarás começaram a ser confeccionados na tarde desta sexta. Após todos ficarem prontos, serão encaminhados para a Polinter, órgão da Polícia Civil que vai verificar se há algum bombeiro procurado pela Justiça.


Comentários