Pescadores fazem barqueata em apoio aos bombeiros

Grupo vai sair da enseada de Botafogo em direção a Jurujuba, Niterói

Pescadores prometem fazer uma barqueata vermelha na Baia de Guanabara, nesta sexta-feira (10), pela libertação e anistia imediata dos 439 bombeiros presos após o ato de ocupação do quartel geral da corporação, na sexta-feira (3). 
A concentração para a manifestação de apoio à greve da categoria está marcada para começar a partir da 10h na enseada de Botafogo, em frente ao G-Mar (Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros).
Os pescadores pretendem sair, por volta das 11h30, em direção a Jurujuba, em Niterói, onde a maioria dos manifestantes estão presos desde sábado (4), no Quartel do Corpo de Bombeiros.


Segundo Ronaldo Moreno, pescador da Urca, durante o ato de solidariedade os pescadores vão lembrar que são os bombeiros os primeiros a socorrê-los quando enfrentam tempestades no mar e que não poderiam deixar de apoiá-los neste momento.
Quem desejar acompanhar a barqueata deve se dirigir ao Quadrado da Urca, local onde parte dos barcos deverá partir em direção à enseada de Botafogo e onde é possível embarcar.

A manifestação foi organizada, dentre outras entidades, pelas a Associação dos Barqueiros da Urca, Associação dos Amigos e Pescadores de Itaipu, em Niterói, Associação dos Pescadores de Pedrinhas, de São Gonçalo, e Sindicato dos Pescadores do Rio de Janeiro.

O tempo da travessia entre Botafogo e Jurujuba está estimado para pouco menos de 1h. O adiamento do protesto chegou a ser anunciado, na noite de quinta-feira (9), do carro de som, no acampamento dos bombeiros em frente à Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro). Mas os pescadores teriam avaliado que há condições meteorológicas de fazer a travessia na Baia de Guanabara e resolveram mantê-lo.

Comentários