Polícia de Goiás prende suspeito de manter três mulheres em cárcere privado em São Fidélis

Homem também é procurado no Espírito Santo por roubo de carros

Está preso na cidade de Pires do Rio, no interior do estado de Goiás, o homem suspeito de manter três mulheres e oito filhos em cárcere privado em uma casa em São Fidélis, no norte Fluminense. De acordo com as investigações uma das mulheres seria mantida em um porão. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (9) pela delegada Ivana Morgado, titular da Delegacia de São Fidélis (141ª DP), que está investigando o caso.
Rubens Irades de Souza Filho, de 58 anos, teria fugido de São Fidélis disfarçado com uma peruca. Ele foi detido durante um cerco policial a 1.200 quilômetros da casa onde morava com as três mulheres e os oito filhos. Além da acusação de cárcere privado, a delegada informou que ele também é procurado pela Justiça do Espírito Santo por formação de quadrilha de roubo e legalização de carros. Policiais de Goiás informaram que ele será transferido para o estado onde responde a processo judicial.
Ivana Morgado disse que Souza Filho deve ter ido para Goiás atrás da terceira mulher, que fugiu do cárcere privado, mas não pediu apoio à polícia. As outras duas mulheres e as crianças estão sob a guarda da Justiça.
O crime foi descoberto quando uma das supostas vítimas conseguiu fugir e pedir ajuda aos vizinhos que chamaram a Polícia Militar, em São Fidélis. Na época os policiais apreenderam na casa do suspeitos placas frias de automóveis, documentos falsos, rádios de comunicação, adesivos da secretaria de saúde de Campos dos Goytacazes, no norte do Estado, e algemas descartáveis.

Comentários

prf disse…
Rodrigo Irades Fonseca