Punição a desmatador

Prorrogado decreto que adia

A presidente Dilma Rousseff assinou ontem a prorrogação por 180 dias do prazo para averbação de reserva legal, estendendo o prazo do decreto que vencia em 11 de junho.
A definição da nova data atende à solicitação de lideranças partidárias no Senado, que recebeu há poucas semanas o texto do Código Florestal aprovado pela Câmara.
A prorrogação do texto impede multas e sanções aos produtores que não estejam cumprindo o Código Florestal em suas fazendas.
O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), reuniu assinaturas de todos os líderes da base aliada no Senado reivindicando a prorrogação e entregou para a presidente. A justificativa é que o Senado precisa de tempo para analisar a nova reforma do Código Florestal, que começou a tramitar na semana passada.

Comentários