Adicional de porteiro pode subir valor de condomínios


Valor adicional de periculosidade para porteiros impacta preços na locação

Por Cristiane Campos


Se o adicional de periculosidade para porteiros virar lei, o impacto na cota condominial em relação ao aluguel será ainda maior. Simulações do Secovi Rio (Sindicato da Habitação) com a nova despesa, que pode elevar em até 15% o valor do condomínio, mostram que, no aluguel de um apartamento com dois quartos em Jacarepaguá por R$ 952, o condomínio subirá para R$ 389, ou seja, representará 41% da locação. 


Na Barra, o Secovi Rio apurou um aluguel no valor de R$ 2.417 e cota de R$ 873 mensais — 36% da locação. Na Tijuca, reflexo será maior para três quartos. Em um aluguel de R$ 1.758, o condomínio ficará em R$ 577 — 33% da locação. Já nas unidades de dois quartos, o condomínio representa 28% do aluguel. 

Segundo a vice-presidente financeira do Secovi Rio, Maria Teresa Mendonça, a aprovação do adicional vai fazer com que muitos proprietários de imóveis tenham que diminuir o valor do aluguel para compensar o condomínio. Ela diz ainda que entidades vão orientar para corte de gastos que podem refletir no quadro de funcionários. 

“Qualquer despesa adicional que venha para onerar os prédios terá impacto negativo para donos, inquilinos e até para os profissionais, que terão o salário reajustado em 30% com o decisão”, afirma. 

Piso salta de R$ 709 a R$ 921

O piso dos porteiros do Rio é de R$ 709 e subirá para R$ 921, se o adicional de 30% a título de periculosidade for aprovado. Previsto no Projeto de Lei 7.760/2010, do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), o acréscimo que garante proteção para trabalhadores de edifícios foi aprovado no Senado e está na Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados. Despesa pode ser repassada à cota condominial.

DE LUPA

Leblon — O bairro, na simulação com aprovação do adicional de periculosidade para porteiros, registrou o menor impacto na relação entre condomínio e aluguel: 16% no caso de três quartos. 

Ilha do Governador — O reflexo do condomínio é de 21% (R$ 196) sobre o valor do aluguel, nas unidades de dois quartos (R$ 925). Já na comparação com três quartos, cai a 20%.

Comentários