Delegado que teve dinheiro furtado na Chefia de Polícia pede afastamento do cargo


O delegado Márcio Franco, diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), pediu hoje afastamento do cargo. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, foi aberta uma sindicância para apurar as circunstâncias do desaparecimento de R$ 5 mil do gabinete do delegado, ocorrido na semana passada. Apesar do valor divulgado pela Polícia Civil, a quantia que consta do registro de ocorrência sobre o furto é maior: R$ 15 mil. Paralelamente à sindicância, a investigação sobre o furto continuará na 5ª DP (Mem de Sá).Em nota, a assessoria de imprensa informou que Franco se afastou do cargo para “garantir a lisura das investigações”.

Comentários