Em Buzios, André Silva se destaca no primeiro dia do Brasil Surf Pro

Competição feminina começa nesta quinta-feira


Com ondas que variavam de meio a um metro na Praia de Geribá, em Búzios, começou nesta quarta-feira (13) a segunda etapa do Brasil Surf Pro, com a realização das duas primeiras fases do masculino. As condições estavam difíceis, tornando as disputas ainda mais acirradas e decididas por diferenças mínimas nos placares. Nesta quinta-feira os principais nomes do Circuito Brasileiro entram na água, para a disputa da terceira fase, entre eles os catarinenses Jean da Silva e Tomas Hermes, o atual campeão nacional e o vencedor da primeira etapa do ano. Também está prevista a disputa da primeira fase do feminino, com a participação da atleta buziana Gabriela Teixeira. 

Num dia marcado pelo equilíbrio e um mar difícil, destaque para o cearense André Silva, que conseguiu a única nota verde do primeiro dia. Cada onda que receba a nota oito ou acima representa mais cinco árvores plantadas dentro da plataforma sustentável da Petrobras Surfe Pelas Florestas. André Silva deu sua contribuição ao tirar oito para vencer a quinta bateria da segunda fase, com um total de 12,30.
- A bateria foi difícil, com poucas ondas. Comecei meio perdido, só no final que dei sorte. Foram as minhas duas últimas ondas que me classificaram. Estou feliz por ter conseguido essa onda e por ter passado de fase. Agora é torcer para continuar dando onda – disse André Silva.
Quem fez a maior soma do dia, porém, foi o também cearense Pablo Paulino, que marcou 14,27 ainda na fase de triagem. Paulino ainda venceu mais uma bateria, mas acabou eliminado na segunda fase.
Quem também está no terceiro round é o catarinense William Cardoso, que faz boa campanha das etapas WQS e pode assumir um lugar no WT, a elite mundial, a partir de setembro. Cardoso, que não pôde participar da primeira etapa, fez questão de estar presente na segunda:
- O Brasil Surf Pro é muito bom. Sempre participo, mesmo quando estou competindo fora. Dia 23 viajo para Califórnia, de lá sigo para mais três etapas do WQS na Inglaterra, França e Espanha. Disputo essa competição com meu máximo, afinal ganhar um evento é sempre bom. Ainda mais o Brasil Surf Pro, que tem uma premiação muito boa – disse Cardoso, que na segunda fase teve de se contentar com o segundo lugar, vencida pela experiente Rodrigo “Pedra” Dornelles, do Rio Grande do Sul, outro destaque do dia, com uma nota 7,57 pontos
Competição feminina começa nesta quita-feira com participação de atleta buziana
Começa nesta quinta-feira (14), a partir das 14h00 a disputa da primeira fase do feminino. A atleta buziana Gabriela Teixeira concorre pelo Rio de Janeiro e tem 610 pontos.  Ela chegou a Búzios uma semana antes do evento para treinar e afirma que está confiante porque está competindo em casa:
- Estou tranqüila porque como o evento é em Búzios eu já conheço as ondas e além do mais estou perto da família e dos amigos que vão torcer por mim – disse a atleta.
Gabriela Teixeira tem 22 anos e há nove ela participa de competições.  Com 17 anos Gabriela se tornou profissional e já acumula muitos títulos.
Petrobras e Skol apresentam o Brasil Surf Pro 2011, o patrocinio é da Hawaiian Dreams (HD) e Prefeitura de Buzios. Apoio da Oi Futuro, dos canais SporTV e Multishow e da TV Jam, da Secretaria dos esportes de Buzios e da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro FESERJ. O campeonato conta com recursos da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, organização da ABRASP, realização e produção Brasil1 Esporte e MaxSports.
Ranking Feminino Brasil Surf Pro 2011

Feminino
1 Diana Cristina (PB) – 1.000 pontos
2 Tita Tavares (CE) – 860
3 Luana Coutinho (SP) – 730
3 Gabriela Leite (SC) – 730
5 Suelen Naraísa (SP) – 610
5 Monik Santos (PE) – 610
5 Juliana Quint (SC) – 610
5 Gabriela Teixeira (RJ) – 610

Comentários