Em Cabo Frio, Petrobras mobiliza equipes para simulado


Treinamento para atuação em caso de vazamento de óleo envolveu mais de 50 pessoas


 
Com o objetivo de manter as equipes constantemente preparadas para atuarem em situações de emergência da empresa, a Petrobras mobilizou, nesta quarta-feira (20), mais de 50 profissionais especializados nesse tipo de atividade para um simulado de derramamento de óleo. O exercício foi realizado na foz do rio Una, em Cabo Frio (RJ), e contou com o apoio do Corpo de Bombeiros, das guardas municipais Ambiental e Marítima e de Trânsito, da secretaria de Meio Ambiente cabofriense e da Marinha do Brasil.
 
A mobilização teve início às 6h50, quando a simulação começou a bordo do navio plataforma FPSO Cidade de Rio das Ostras, onde teria acontecido o vazamento de 330 metros cúbicos de óleo, após uma embarcação desconhecida romper o riser – duto pelo qual o petróleo é escoado no processo de produção. 
 
A partir do alerta da unidade à Central de Atendimento a Emergência da Petrobras, uma aeronave, duas embarcações oil recovery (que têm como principal função recolher qualquer tipo de óleo derramado no mar) e uma embarcação de apoio foram acionadas para o atendimento. Neste momento, os recursos humanos foram acionados para a extensão inicial da praia Rasa, próximo à foz do Rio Una, para atuarem na contenção e limpeza em terra.
 
“Utilizamos pipoca para simular as pelotas de óleo. Nesta ação, elas foram espalhadas por um trecho de 800 metros de areia. A área foi isolada e as equipes atuaram com todos os equipamentos necessários em caso de ocorrências de vazamento”, explicou Antônio Carlos Mello de Castro, coordenador da operação em terra. 
 
Com tempo máximo de duração previsto em seis horas, a atividade foi finalizada em menos de cinco horas, desde o alerta da unidade, onde o suposto vazamento teria ocorrido, até a desmobilização das equipes na foz do Rio Una. “A dinâmica da atividade e a finalização dela dentro do tempo previsto demonstram o preparo das equipes para agirem em situações de emergência. Numa avaliação prévia, os resultados foram bastante positivos”, comentou o coordenador.
 
O simulado é uma condicionante de licenciamento ambiental para as atividades da Petrobras na Bacia de Campos. Ela é realizada periodicamente e serve para avaliar a estrutura de resposta da Petrobras prevista nos Planos de Emergência.
 
Assessoria de Imprensa Petrobras
Gerência Regional de Comunicação Institucional RJ-ES
Telefone: (22) 7813-4742

Comentários