INSS: revisão do teto

 Segurados poderão ligar para 135 ou acessar a web para saber se terão 

Mario Campagnani

O INSS decidiu, ontem (22), que também usará a internet para informar quem são os 117 mil segurados com direito à correção dos benefícios devido às perdas causadas pelas reformas da Previdência de 1998 e 2003. O instituto informou que, no fim da tarde de segunda-feira (dia 25), o telefone 135 e o site www.inss.gov.br terão as informações disponíveis.
Será preciso informar os números do benefício e do CPF, além do nome completo para ouvir uma das mensagens: "você está selecionado para a revisão pelo teto" ou "você não está selecionado para a revisão pelo teto". Os segurados, porém, terão que aguardar para saber quanto receberão de reajuste e atrasados. O INSS ainda não divulgou a data em que esses dados serão informados.
Segundo a Previdência Social haverá um impacto mensal de R$ 28 milhões em suas contas. O reajuste médio será de R$ 239 por segurado. A diferença será somada ao pagamento mensal liberado nos primeiros cinco dias úteis de setembro — referente a agosto —, na seguinte ordem: no dia 1 para quem tem número de benefício terminado em 1 ou 6; no dia 2, para final 2 ou 7; no dia 5, final 3 ou 8; no dia 6, final 4 ou 9; e no dia 8, final 5 ou 0.
A revisão é para benefícios concedidos de 5 de abril de 1991 a 1 de janeiro de 2004, que tiveram a renda mensal inicial limitada pelo teto (valor máximo) que o INSS pagava na época a seus aposentados. Todos que receberem o aumento também terão direito a retroativos, que serão pagos de forma única, em quatro datas diferentes, de acordo com o valor a receber. Há também 14 mil segurados com direito apenas a atrasados, porque o benefício foi encerrado ou o titular faleceu — o que deixará o dinheiro para seus herdeiros.
O Diário Oficial da União de ontem trouxe o decreto da presidente Dilma Rousseff que autoriza a antecipação de parte do 13 salário na folha de agosto. A primeira parcela do abono será depositada com o benefício. A maioria dos aposentados receberá 50% do valor. A exceção é para quem passou a ser segurado depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente. A segunda parte do 13 virá no pagamento de novembro.

Comentários