Os destaques da imprensa do Brasil e do mundo deste sábado

O Estado de S.Paulo
BNDES admite deixar fusão no varejo

O Globo
Rio cresce mais em favelas e nos bairros vizinhos à Barra

Correio Braziliense
250 mil câmeras para vigiar os brasilienses

Estado de Minas
Os endereços do medo na zona sul

Zero Hora
RS produzirá etanol com a Petrobras

 
Um oferecimento: 



The New York Times (EUA)
Strauss-Khan é solto enquanto caso balança

The Washington Post (EUA)
Arquivos de Bin Laden mostram Al Quaeda sob pressão

The Times (Reino Unido)
Strauss-Khan celebra com estilo depois de caso afundar

The Guardian (Reino Unido)
Revelado: Blair com raiva após interferência de Charles

Le Figaro (França)
DSK livre, a acusação enfraquecida

Le Monde (França)
Golpe de teatro no caso DSK: dúvidas em Nova York, especulações em Paris

El País (Espanha)
Audiência investiga a cúpula da SGAE por apropriação indébita

Clarín (Argentina)
Ministério dos Negócios Estrangeiros admite haver rejeitado dados da Suíça


O Globo

Manchete: Rio cresce mais em favelas e nos bairros vizinhos à Barra
Cidade tem seis dos 12 bairros de capitais com o maior número de idosos

Os bairros que ficam no entorno da Barra foram os que mais cresceram, segundo os números do Censo 2010 divulgados ontem pelo IBGE. Camorim, Vargem Pequena e Recreio mais que dobraram sua população. Itanhangá, Sepetiba e Jacarepaguá também registraram crescimento surpreendente. A população da Barra, tradicional motor do Rio, aumentou 47,37%, ficando em 8º lugar no ranking. A Favela da Mangueira cresceu acima da média da cidade, superando a expansão da Rocinha e da Maré. Entre os bairros da Zona Sul, a Lagoa foi o que mais cresceu. O Censo revelou ainda que, entre as capitais brasileiras, o Rio tem seis bairros entre os 12 com maior percentual de idosos. Copacabana, Flamengo e Ipanema têm a população mais envelhecida. (Págs. 1 e 14 a 18)


Dólar recua ao nível de janeiro de 99
Com entrada de recursos estrangeiros, cotação ficou em R$ 1,558, em queda de 0,26%

Mesmo com dois leilões de compra do Banco Central, o dólar atingiu seu menor nível desde 18 de janeiro de 1999, logo após a maxidesvalorização do real. A moeda fechou cotada a R$ 1,558, com queda de 0,26%. Na semana, recuou 2,87%. A entrada forte de investimentos estrangeiros continua derrubando a cotação. Apesar do dólar em baixa, o Brasil tem exportado mais porque os preços de produtos básicos, como minério de ferro, têm subido multo. O resultado foi recorde no saldo comercial (exportação menos importação) no primeiro semestre, de US$ 12,985 bilhões. (Págs. 1 e 29)


EUA: libertação de DSK expõe falhas da Justiça
A Promotoria de Nova York descobriu mentiras no depoimento e na conduta da camareira que acusa o ex-chefe do FMI Dominique Strauss-Kahn de estupro. Em Manhattan, DSK foi solto ontem após audiência. Na Franca, a opinião pública já o inocentou, mas seu futuro político ainda é incerto para 2012. (Págs. 1, 37 e 38)

Jobim explica a Dilma sua frase sobre idiotas
A presidente Dilma cobrou explicações do ministro da Defesa, Nelson Jobim, que, em homenagem ao ex-presidente Fernando Henrique, disse anteontem que hoje é obrigado a conviver com idiotas. (Págs. 1 e 4)

Projetos obrigam escolas a divulgar nota no Ideb na fachada (Págs. 1 e 11)

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Camareira muda versão, e ex-chefe do FMI é libertado
Suposta vítima mentiu em depoimento, diz Procuradoria de NY; eventual absolvição pode alterar corrida eleitoral francesa

O ex-diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-Kahn, acusado de atacar sexualmente uma camareira de hotel em Nova York em 14 de maio, foi liberado da prisão domiciliar, devido a dúvidas sobre a credibilidade da suposta vítima.

Ele teve retirada a tornozeleira eletrônica e receberá de volta US$ 6 milhões pagos em fiança. O tribunal de Nova York decidiu soltar Strauss-Kahn após a Procuradoria dizer que a camareira mentiu sobre detalhes ocorridos após o suposto ataque e sobre seu passado. (Págs. 1 e Mundo A16)

Foto legenda: Strauss-Kahn deixa tribunal de NY com sua mulher, Anne.

Vice afirma que Chávez vai retornar em até seis meses
O presidente Hugo Chávez, que revelou na TV que sofre de câncer, pode continuar a governar a Venezuela a partir de Cuba, onde se trata, por até seis meses, disse o seu vice, Elías Jaua.

Chávez, que não se licenciará, participou por telefone de programa da TV cubano e definiu Fidel Castro como seu "médico superior": "Se não é por Fidel, sabe Deus em que labirinto eu estaria", afirmou o presidente venezuelano. (Págs. 1 e Mundo A20)

Foto legenda: Vestido de Simon Bolívar, líder da independência venezuelana, garoto escreve mensagem de apoio a Hugo Chávez.

Análise/Nelson de Sá
Cobertura nos EUA 'condenou' francês como pervertido

Jornais franceses descreveram a reviravolta no caso com a expressão "golpe de teatro" - a mudança brusca da narrativa. Nos EUA, o ex-chefe do FMI foi tachado de pervertido. Agora, evita-se prejulgar. (Págs. 1 e Mundo A16)


Nascem menos crianças em bairros pobres do Rio e de SP
O Censo 2010 detectou recuo da população até quatro anos em grandes favelas do Rio e em distritos pobres de São Paulo - indício de queda da fecundidade, antes restrita a áreas ricas.

Na década, o total de crianças recuou 22% no Alemão (Rio) e 33% no Jardim Helena (zona leste de SP). Mais escolaridade e renda e um maior acesso a serviços de saúde explicam a baixa, diz o IBGE. (Págs. 1 e Cotidiano C1 e C4)


Câmara de SP dá aval a incentivo fiscal ao Itaquerão
A Câmara de SP aprovou a concessão de R$ 420 milhões em incentivos fiscais a obra do estádio do Corinthians. Mas o benefício foi condicionado a escolha do Itaquerão como sede da abertura da Copa, algo que a Fifa definirá em outubro.

Se o jogo inaugural não for no Itaquerão, haverá tempo hábil para cancelar a isenção fiscal. (Págs. 1 e Esporte D10)


Cinzas do vulcão chileno fazem 5 companhias cancelarem voos (Págs. 1 e Cotidiano C7)

Governo ameaça tirar apoio a fusão do Pão de Açúcar
O governo Dilma não vai apoiar a fusão com o Carrefour se persistir o conflito entre Abílio Diniz e o grupo Casino, sócio dele no Pão de Açúcar e contrário ao negócio. Esse recado foi dado a Diniz por Luciano Coutinho, presidente do BNDES - o banco prevê injetar R$ 4 bilhões na fusão. (Págs. 1 e Mercado B4)

BNDES estuda financiar 90% de estaleiro de Eike Batista (Págs. 1 e Mercado B13)

Editoriais
Leia "Fardo pesado", sobre a recuperação das economias dos países desenvolvidos, e "O Brasil na rota", acerca do tráfico internacional de cocaína. (Págs. 1 e Opinião A2)

------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: BNDES admite deixar fusão no varejo
Pressionado, banco diz que só discutirá injeção de até R$ 4,5 bi no negócio entre Pão de Açúcar e Carrefour se sócios se entenderem

O BNDES ameaça abandonar a fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour se não houver acordo entre Abílio Diniz e seu sócio, o grupo francês Casino. É uma estratégia de saída do banco estatal, que vem sendo criticado por ter se comprometido a analisar um aporte de até R$ 4,5 bilhões na fusão. Ontem e anteontem, o BNDES divulgou duas notas à imprensa dizendo que o apoio ao projeto se baseia na premissa do “entendimento amigável entre os atores privados". Os dois lados envolvidos na disputa estão fazendo pressão no banco. Ontem, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, se reuniu com Abílio, preocupado com o possível recuo. Ao aceitar avaliar a fusão entre o Pão de Açúcar e os ativos do Carrefour no Brasil, o BNDES foi envolvido em uma disputa societária. (Págs. 1 e Economia B20)

Colunista
Celso Ming

O episódio escracha a atual promiscuidade entre interesses públicos e privados. (Págs. 1 e Economia B2)

Abílio Diniz
Dono do Pão de Açúcar

“Estou sendo muito criticado, mas acredito que a fusão será boa para o País e para os brasileiros"

Justiça de NY solta Strauss-Kahn
Promotoria descobre que suposta vítima de estupro mentiu e o caso perde força

A Justiça de Nova York livrou da prisão domiciliar o ex-diretor do FMI Dominique Strauss-Kahn, acusado de ter estuprado uma camareira num hotel. A promotoria descobriu que a acusadora alterou o depoimento referente aos momentos seguintes ao incidente e enfraqueceu seu testemunho. Admitindo que a camareira “cometeu alguns erros", seu advogado disse que “isso não significa que ela não tenha sido vítima de estupro". Strauss-Kahn quer disputar as primárias do Partido Socialista para as eleições presidenciais da França em 2012. (Págs. 1 e Internacional A12)

Foto legenda: Reviravolta - Strauus-Khan deixa tribunal de Nova York depois de ter sido liberado da prisão domiciliar.


Chávez mostra de Cuba que ainda manda
Em mais uma tentativa de demonstrar que a doença de Hugo Chávez, que admitiu ter câncer, não provocou um vácuo de poder, o governo venezuelano pôs no ar ontem uma reunião ministerial liderada pelo presidente, direto de Havana. Mas o mistério sobre seu retorno ao país e sobre o tipo de tumor preocupa aliados. (Págs. 1 e Internacional A21)

Serra critica 'herança maldita' de Lula
Documento apresentado por José Serra ao Conselho Político do PSDB afirma que o governo Dilma Rousseff é incompetente e autoritário. Lula, diz, deixou “herança maldita". (Págs. 1 e Nacional A4)

Só banda larga móvel deve custar R$ 35 (Págs. 1 e Economia B1)

Casal gay adota cinco irmãos no interior de SP (Págs. 1 e Vida A30)

Projeto libera admissão de professores sem pós (Págs. 1 e Vida A26)

Censo com lupa - Brasil em detalhes
O IBGE agora oferece dados do Censo por quarteirões. Na Vila Eduardo, em SP, 52% têm menos de 12 anos. (Págs. 1 e Cidades, C1, C3 e C4)

Lourdes Sola
A herança de Lula

A piora nas condições de governabilidade política vem do presidencialismo de coalizão, que é parte do legado do governo Lula. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)


Notas & Informações
Governo e BNDES recuam

A presidente parece haver percebido mais claramente perigo de se envolver na fusão no varejo. (Págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: 250 mil câmeras para vigiar os brasilienses
A cidade onde câmeras secretas surpreendem políticos com propina nos bolsos ou promotores simulando insanidade está cada vez mais vigiada. O Distrito Federal registra o maior crescimento do país na utilização de sistemas eletrônicos de monitoramento. Especialistas estimam que o setor se expande 15% ao ano, acima da média nacional de 13%. Há pelo menos 4 mil imóveis sob as lentes de 250 mil câmeras, e a demanda só tende a aumentar em razão do medo da violência. “Infelizmente, é um ótimo mercado”, afirma Wilton Reis de Lima, diretor de uma distribuidora de equipamentos de vigilância. Os olhos eletrônicos podem não impedir a ação dos bandidos, mas auxiliam o trabalho da polícia. Nesta semana, investigadores divulgaram imagens dos suspeitos de assassinar um jovem de 18 anos em Taguatinga. O flagrante dos criminosos, ainda não capturados, foi feito por uma câmera instalada em um prédio no Pistão Sul. (Págs. 1 e 31)

Corra, que os Bombeiros vêm aí
Encarar 10Km de uma corrida de rua não é tarefa para todo mundo. Agora, adicione, capacete e cilindro de oxigênio nas costas, num total de 18Kg extras. É dessa forma que a turma acima vai disputar a tradicional Corrida do Fogo, amanhã. Entre os 3.500 competidores, serão 12 bombeiros pesadamente equipados - dois deles, mulheres. (Págs. 1 e Super Esportes, 16)

Ex-chefão do FMI é liberado
Depois de ficar em prisão domiciliar durante um mês e meio e perder a presidência do FMI, Dominique Strauss-Khan é solto. Os promotores admitiram que a camareira que o acusou de estupro prestou falso testemunho ao júri. Apesar de poder voltar a concorrer à presidência da França, DSK continua com o passaporte retido e não pode deixar os EUA – as investigações prosseguem. (Págs. 1 e 12)

Venezuela: Com câncer, Chávez fica no poder
Após a confirmação de que o presidente Hugo Chávez está doente, o vice, Elías Jaua, e o comando do Exército garantem respeito à ordem constitucional. Informações extra-oficiais indicam que o tumor do coronel teria atingido a próstata. (Págs. 1, 22 e Saúde, 25)

 

Dinheiro público: CGU atesta farra com carros oficiais
Investigações feitas em nove órgãos federais pela Controladoria-Geral da União, às quais o Correio teve acesso, comprovam o uso privado de carros oficiais. Os relatórios revelam o descontrole na liberação da frota e a falta de punição a quem comete irregularidades. (Págs. 1 e 2)

Uma índia forte
Trazida às pressas do Mato Grosso para o Hras, recém-nascida xavante apresentava má-formação no abdome. Cirurgia foi um sucesso. (Págs. 1 e 30)

Quer um salário de R$ 21 mil?
TRF da lª Região abre seleção para juiz. Petrobras oferece 587 vagas a candidatos de níveis médio, técnico e superior. (Págs. 1 e 18)

Nota mais legal
Projeto de lei estende benefícios do programa a todos os brasilienses, mesmo àqueles que não pagam IPTU e IPVA. (Págs. 1 e 6)

------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Os endereços do medo na zona sul
Mapa dos chamados atendidos nos últimos dois meses pela PM nos bairros Carmo, Serra, Anchieta, Cruzeiro, Sion, Comiteco, Mangabeiras e Aglomerado do Cafezal mostra as vias que mais sofrem com assaltos, roubos de veículos e arrombamentos de residências. A Avenida Nossa Senhora do Carmo lidera em número de ocorrências, seguida pela Rua Grão Mogol e Avenida Bandeirantes. Os crimes ocorrem mais de terça a quinta e entre 18h e 21h. (Págs. 1 e 21)

Fim do sossego?

Proposta de mudança de zoneamento para permitir grandes empreendimentos em ruas residenciais de bairros como o Sion preocupa moradores e especialistas. (Págs. 1 e 23)


Infraestrutura: PAC em ritmo lento no governo Dilma
De janeiro a junho, primeiros seis meses de gestão da “mãe do PAC”, foi pago apenas R$ 1,57 bilhão para novas obras do programa, ou 3,91% da dotação autorizada no ano, de R$ 40,193 bilhões. A média no primeiro semestre entre 2007 e 2010 foi de 5,46%. (Págs. 1 e 3)

Venda de Habeas Corpus
Advogado complica desembargador

O advogado e vereador Walquir Avelar (PTB) confessou em depoimento à PF envolvimento na venda de habeas corpus a traficantes e detalhou a participação do desembargador Hélcio Valentim. A informação é do presidente da OAB de Divinópolis, Íris Almeida. (Págs. 1 e 6)


Governo Federal: Carros oficiais usados sem qualquer controle (Págs. 1 e 4)

Pneumonia aguda: Itamar Franco respira com ajuda de aparelhos (Págs. 1 e 5)

------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Detran perdoa atrasos
Por causa da operação-padrão que se arrasta desde o dia 15 de maio, órgão decidiu não multar motoristas com documentos vencidos, como habilitação e licenciamentos, enquanto durar o movimento. Pendências anteriores não serão perdoadas. (Págs. 1 e Cidades)

Estado terá 158 novos leitos de UTI (Pág. 1)

Petrobras abre 587 vagas em todo o País (Pág. 1)

Irregularidades trabalhistas na Transnordestina (Pág. 1)

Ex-diretor do FMI livre (Pág. 1)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: RS produzirá etanol com a Petrobras
Aquisição de 50% de usina de biodiesel de Passo Fundo abre caminho para investimento em álcool combustível. (Págs. 1 e Informe Econômico, 20)

Rede de intrigas: A reviravolta no caso do ex-chefe do FMI
Suspeitas de armação levam Justiça dos EUA, constrangida, a liberar Strauss-Kahn. (Págs. 1, 4 e 5)

As contradições da camareira pivô do escândalo. (Pág. 1)

Voos cancelados: Cinzas tumultuam início de férias
Vulcão chileno volta a afetar aeroportos. (Págs. 1 e 33)
------------------------------------------------------------------------------------

Comentários