Os destaques dos principais jornais neste sábado


O Globo

Manchete: Crise nos Transportes prejudica PAC e contratos serão revistos

Em outros setores do programa, o ritmo das obras também foi reduzido

O primeiro balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no governo Dilma Rousseff mostra que a crise no setor de Transportes acabou prejudicando o ritmo dos projetos. Pelo menos quatro importantes obras do setor receberam selos de “atenção” e “preocupante”. Por ordem da presidente Dilma, o governo está fazendo uma revisão geral de todas as obras em andamento e de novos projetos dos Transportes. Além disso, novas obras só serão licitadas com projetos executivos, e não mais com planos básicos, que resultaram em milionários e polêmicos aditivos para elevar preços. No balanço geral do PAC, incluindo outros setores como habitação e energia, o ritmo também é mais lento do que no ano passado. (Págs. 1, 3 e 10)


Reta final para 2014

Sorteio aponta hoje grupos das eliminatórias

A briga pelas 31 vagas para a Copa do Mundo de 2014, no já classificado Brasil, começa hoje, às 15h, na Marina da Glória, com o sorteio dos grupos de cada continente para as eliminatórias. Ex-craques, como Zagalo, Zico, Bebeto e Ronaldo, além de Pelé, se juntarão a estrelas atuais, como Neymar, para tirar as bolinhas dos potes. O sorteio contará com a presença de 38 técnicos de seleções. Na cerimônia, haverá shows de música brasileira. (Págs. 1 e Caderno Esporte)


Dilma quer demitir Jobim, mas Lula tenta segurá-lo

A presidente Dilma não gostou da confissão do ministro da Defesa, Nelson Jobim, de que votou no tucano José Serra, e planeja demiti-lo, informa Jorge Bastos Moreno. Mas o ex-presidente Lula, que ontem elogiou Jobim tenta demovê-la. (Págs. 1 e 12)


Denúncia derruba o casal Dnit: 22ª queda

Recém-promovido a coordenador-geral de Operações Rodoviárias do Dnit, Marcelino Augusto Rosa foi exonerado ontem após O GLOBO revelar que sua mulher, Sônia Lado Duarte Rosa, é procuradora de empresas que têm contratos milionários no órgão. A CGU vai investigar negócios tocados pelo chamado “casal Dnit”. (Págs. 1 e 4)



FH: PSDB deve apoiar a faxina de Dilma

Em resposta à entrevista de Dilma à coluna Nhenhenhém de sábado passado, o ex-presidente FH foi só elogios à petista e apelou ao PSDB a apoiar ações dela contra a corrupção, como a faxina nos Transportes. (Págs. 1 e 3)


EUA: pacote da Câmara é derrubado no Senado

Cerca de duas horas após a Câmara ter aprovado por 218 votos a 210 o pacote republicano de corte de gastos e aumento do teto da dívida, o Senado americano, de maioria democrata, derrubou o texto por 59 votos a 41. Com isso, o impasse para elevar o endividamento de US$ 14,3 tri entra nas 72 horas derradeiras antes de o país decretar moratória. (Págs. 1 e 29)



Espanha em crise antecipa as eleições

O presidente do governo espanhol, José Luis Rodriguez Zapatero, antecipou as eleições gerais que, em vez de março de 2012, acontecerão em novembro. Apesar da crise, o socialista Zapatero espera eleger um aliado. (Págs. 1 e 35)



Pilotos do vôo 447 falharam, diz relatório

Novo relatório dos investigadores franceses indica falhas de procedimento e despreparo da tripulação para lidar com a pane do Airbus que caiu no Atlântico em 2009. Dez novas regras de segurança foram recomendas. (Págs. 1 e 14)



Agora na Bolívia: governo pode controlar 66% de TVs e rádios (Págs. 1 e 37)



Política industrial: Dilma enfrenta Mantega com soco na mesa (Págs. 1 e 31)



Foto legenda: As presidentes Dilma Rousseff e Cristina Kirchner, em encontro em Brasília (Págs 1)



------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: PIB cresce pouco, apoio cai e Obama faz “tuitaço”

Mal avaliado, americano convoca eleitor a pressionar Congresso para evitar calote

O embate sobre a dívida dos EUA tomou ares de campanha ontem, com o presidente Barack Obama ecoando o candidato de 2008 e exortando o eleitor a “ligar, escrever e tuitar” para pressionar congressistas.
A estratégia incluiu divulgar, pelo Twitter de campanha, o endereço eletrônico de todos os congressistas republicanos. Isso tudo no dia em que o democrata registrou seu pior índice de aprovação no Gallup: 40%.
Ainda ontem, a oposição chegou a aprovar na Câmara um projeto de corte no Orçamento que elevaria o teto da dívida em US$ 1,6 trilhão até fevereiro. Horas depois, o Senado votou contra o plano e manteve o impasse.
Outra notícia ruim para Obama foi o crescimento mais lento que o esperado da economia. No trimestre encerrado em junho, o PIB (Produto Interno Bruto) avançou 1,3% em termos anualizados. (Págs. 1 e A12)


Foto legenda: Sem controle

Incêndio em reservatório na rodovia Régis Bittencourt, perto de Embu, que feriu 4 pessoas; até esta madrugada, 80 bombeiros tentavam apagar o fogo, que pode durar dias, por atingir depósito de combustível. (Págs. 1 e C4)



Esporte: Copa-14 sorteia no Rio os grupos das eliminatórias. (Págs. 1 e D7)



Pilotos também erraram, indica relatório do vôo da Air France

O terceiro relatório da agência francesa que investiga o acidente do vôo 447 indica que manobras inadequadas dos pilotos contribuíram à queda do avião. O Airbus caiu no Atlântico em 2009, matando 228 pessoas.
Não haveria queda, apesar de falhas mecânicas, se baixassem o nariz do avião para ganhar velocidade, diz o relatório. (Págs. 1 e C1)


Pioneira no STF, Ellen Gracie vai se aposentar

Primeira mulher a ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal, a ministra Ellen Gracie Northfleet, 63, confirmou ao órgão que vai se aposentar no fim da próxima semana. Na corte desde 2000, foi a única a presidi-la (2006-2008). (Págs. 1 e A11)


Exame da OAB não pode ser culpado por cursos ruins

O Ministério Público condena o efeito (o Exame de Ordem) e esquece a causa: a generalização do ensino jurídico industrializado e sem qualidade. O exame garante a qualidade dos que falam pelos clientes. (Págs. 1 e C2)



Com Dilma, ritmo do PAC tem queda de 11%

Bandeira de Dilma na campanha, o Programa de Aceleração do Crescimento perdeu fôlego neste ano. Os R$ 86,4 bilhões executados de janeiro a junho de 2011 estão 10,8% abaixo do valor de maio a outubro de 2010.
O governo quer investir R$ 955 bilhões no PAC entre 2011 e 2014. O valor executado até junho é 9% do total.
Para a ministra Miriam Belchior (Planejamento), é natural um ritmo menor em início de gestão. (Págs. 1 e A4)



Editoriais

Leia “Tensão cambial”, sobre as medidas do governo para tentar conter a valorização do real, e “Nas asas da CBF”, acerca de oferta da TAM à entidade. (Págs. 1 e A2)



América é refém dos republicanos no teto da dívida

Os republicanos fizeram a América de refém, ameaçando solapar a economia e interromper o trabalho essencial do governo a não ser que consigam concessões políticas que jamais conseguiriam promulgar através de legislação nova. (Págs. 1 e A18)



Crise espanhola leva Zapatero a antecipar eleição

Para dar “segurança econômica e política” à Espanha, o premiê José Luiz Zapatero antecipou as eleições de março de 2012 para novembro. Ontem, a Moody’s rebaixou nota de crédito de regiões do país. (Págs. 1 e A13)


Mercado: Ouro e renda fixa lideram ranking de aplicações no país. (Págs. 1 e B10)



------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Republicanos aprovam plano, mas impasse nos EUA continua

Projeto da oposição para dívida deve ser vetado no Senado; economia cresce menos que o previsto e acentua crise

Os republicanos conseguiram superar parte das discordâncias internas e aprovaram o projeto de lei do presidente da Câmara dos EUA, John Boehner, para reduzir o déficit orçamentário e aumentar o teto da dívida americana. O plano recebeu 218 votos a favor e 210 contra. Nenhum democrata foi favorável e 22 republicanos votaram contra. A vitória da oposição, porém terá vida curta, pois o projeto deve ser arquivado no Senado, onde a maioria é democrata. Mesmo assim, a aprovação é um passo à frente nas empacadas negociações – um acordo pode ser acelerado também porque, conforme se divulgou ontem, o PIB dos EUA cresceu apenas 1,3% no segundo trimestre, 0,5 ponto porcentual menos que o previsto. O presidente Barack Ovbama passou o dia envolvido na busca de consenso para um acordo, cujo prazo é 2 de agosto. “Acabou o tempo de colocar o partido na frente de tudo”, apelou Obama no Twitter. (Págs. 1, B1, B3 e Economia)

. Dolar volta a cair

Dois sias após a adoção de medidas para conter a valorização cambial, o dólar voltou a fechar em baixa ontem, cotado a R$1,553. A desvalorização foi de 1,02%. (página 1, economia, B6)

Foto legenda: Vai começar a Copa

O ministro Orlando Silva (Esportes) e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, no local onde haverá o sorteio das Eliminatórias, hoje, no Rio; Pelé só estará no evento por interferência da presidente Dilma. (Págs. 1 e E1)



Pilotos do voo 447 falharam no acidente, diz relatório

Relatório divulgado ontem por autoridades francesas informa que a tripulação do vôo 447 da Air France – que caiu no Oceano Atlântico em 31 de maio de 2009, matando as 228 pessoas a bordo errou ao fazer o avião ganha altitude, causando a queda três minutos depois. Segundo o documento, no entanto, é impossível dizer se houve avaliação equivocada da tripulação, imperícia (por falta de treinamento) ou negligência. Ou todos os fatores juntos. Sondas fizeram indicações erradas de velocidade por vários momentos antes de voltar a funcionar. (Págs. 1, C1 e C3)


Empresa de deputado e Dnit têm contratos de R$ 286,9 mi

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) pagou R$ 286,9 milhões, entre 2004 e 2010, a uma empresa de Djalma Diniz (PPS), então deputado estadual de Minas. Pela Constituição, a administração pública não pode contratar empresas de deputados. O Dnit diz que a firma venceu licitação e que seu responsável não é o ex-deputado, mas o filho dele. (Págs. 1 e A4)



Religiosos do Egito vão às ruas protestar

Em meio à cisão entre os grupos que derrubaram a ditadura egípcia, em fevereiro, milhares de integrantes de facções islâmicas tomaram as ruas do Cairo em uma demonstração de força contra medidas para conter o poder dos religiosos no país. (Págs. 1 e A16)


Companhia diz não ter explicação para apagão (Págs. 1 e C6)



Notas & Informações: O ‘PAC’ que funciona

O Programa de Aceleração da corrupção é mais bem-sucedido do que o original. (Págs. 1 e A3)


------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: “A droga me tirou tudo”

A morte de Amy e o drama de quatro brasilienses que lutam contra o vício


A conturbada trajetória de Amy Winehouse reacendeu a polêmica sobre o mito de que as drogas potencializam a criatividade. As evidências, até mesmo cientificas, indicam o contrário. São muitas as histórias, como mostra a repórter Renata Mariz, de quem se perdeu achando que melhorava a cada dose. É o caso de Patrick, 26 anos. Músico talentoso, ele viu a carreira degringolar quando começou a tocar “doidão”, depois de cheirar cocaína, tomar ecstasy ou LSD. Achava que arrasava, quando na verdade perdia a coordenação e se atrapalhavam com a guitarra . Estudante, Juliano, 18, também pagou mico. Drogado, pensava que era o máximo na bateria, até enxergar três pedais – e descobrir que fazia tudo errado. De pai alcoólatra, e marido também, Camila, 46, começou a beber para aplacar a impotência diante do vício alheio. Acabou refém do álcool. O mesmo álcool que foi o inicio do fim para Rodrigo, 35. Chef de uma conhecida pizzaria da cidade, ele venceu a pobreza. Comprou casa. Mas se afundou na bebida, passou pela cocaína e acabou no crack. Perdeu tudo o que tinha para as drogas. É dele a frase que virou a manchete do Correio de hoje. (Págs. 1 e 10)



Brasília confiante em abrir a Copa

O governador Agnelo mostrou à Fifa, no Rio, as vantagens da capital para receber o jogo inaugural, em 2014. Hoje, será realizado o sorteio das Eliminatórias. (Págs. 1 , 8 a 10)


Foto legenda: Tudo em paz

Parceria e cooperação foram as palavras de ordem no encontro entre Dilma e a presidente Argentina, Cristina Kirchner. Lula apareceu na festa (Págs. 1 )


GDF e IBGE farão novos concursos

O governo local abre 50 vagas na área complementar de segurança. Já o instituto federal seleciona 4.250 temporários. (Págs. 1 e 16)


As doces uvas do cerrado

Agricultores do DF já vendem a fruta no mercado, garantem sua boa qualidade e sonham com a produção de vinhos. (Págs. 1 e 41)



Planos de saúde: Cobertura maior para segurados

Mais 60 procedimentos médicos deverão ser oferecidos pelos convênios, a partir de 2012. A tomografia PET Scan, para diagnóstico do câncer, e a cirurgia de redução do estômago na lista. (Págs. 1 e 14)



Vida moderna: 98 mil moram sozinhos no DF

A alta renda dos moradores e um novo estilo de vida, movido pelo desejo de independência, são alguns dos fatores que levam o brasiliense a viver só. O percentual na cidade supera a média nacional. (Págs. 1, 29 e 30)


Obama tenta a última cartada contra calote (Págs. 1, 18 e 19)



------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Por que os planos de saúde não querem dona Maria Inês


A aposentada de 68 anos está entre os milhares de brasileiros idosos ignorados pelos planos de saúde. “Estou assustada e triste porque não tenho para onde ir”, desabafa. Quando o segurado completa 59 anos, as operadoras fazem o último reajuste por faixa etária e por isso não têm mais interesse em manter a carteira.
Para tentar evitar a discriminação, a Agência Nacional de Saúde Suplementar publicou súmula com multa de R$ 50 mil a operadoras que impedirem ou dificultarem entrada de idosos. Na terça-feira, a ANS divulgará também relação de 60 procedimentos que serão oferecidos pelos planos a partir de janeiro. (Págs. 1, 11 e 8)


Empacou: PAC em ritmo desacelerado com Dilma

Governo executou R$ 86,4 bilhões no primeiro semestre, valor 10% menor os R$ 95,7 bilhões entre abril e outubro de 2010. Enquanto isso, famílias vivem sob rede de alta tensão esperando construção de casas populares em Montes Claros. (Págs. 1, 3 e 4)


Capital: Justiça suspende obras de prédios no Belvedere III. (Págs. 1 e 21)



Impasse nos EUA

Câmara aprova, mas Senado derruba novo teto da dívida. (Págs. 1 e 13)



Enquanto o Rio faz festa...

Belo Horizonte corre contra o tempo para que obras de melhoria do trânsito fiquem prontas até o Mundial de 2014, que terá pontapé inicial hoje, com o sorteio das eliminatórias no Rio de Janeiro. Entre as oito intervenções previstas na capital mineira, apenas duas estão em andamento. Palco dos jogos no estádio, Mineirão está dentro do cronograma e deve ficar pronto até dezembro do ano que vem. (Págs. 1, 19 e 21)



------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio


Manchete: HR investiga ação de superbactérias

Dois pacientes um deles criança, estão com suspeita de infecção pela KPC. Há ainda outros doentes (...) com micro-organismos reisistentes a antibióticos. (Pág. 1)



Planos terão novos procedimentos (Pág. 1)




Balanço do PAC mostra que transposição ficou R$ 2,1 bilhões mais cara em 7 meses. (Pág 1 )



------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora


Manchete: Apuração do vôo 447 muda a aviação civil

Relatório de causas da queda de avião da Air France aponta série de erros humanos. (Págs. 1, 4 e 5)


Foto legenda: Muy amigas

Protecionismo da Argentina, que prejudica o Brasil, não foi tema de encontro entre Cristina Kirchner e Dilma. (Págs. 1, 15 e 16)


Presídios: Lotação do Central opõe Justiça e Susepe

A partir de segunda, cadeia poderá ter máximo de 4.650 presos. (Págs. 1 e 38)


Gramado: MP denuncia 34 por desvios no Natal Luz

Organizadores do evento teriam contratado empresas da própria família. (Págs. 1 e 6)



Chuvarada: Defesa Civil teme cheias e deslizamentos

Alerta é para Porto Alegre e Vale do Paranhana 
- Interior registra queda de granizo
- Precipitação deve seguir até quarta (Págs. 1, 32 e 36


Crise Risco de calote vira embate eleitoral nos EUA. (Págs. 1 e 18)



------------------------------------------------------------------------------------

Comentários