Perigo à mesa do brasileiro


Pratos têm excesso de sal, açúcar e gordura. Consumo de frutas e verduras é baixo

Brasileiros  estão exagerando no sal, açúcares e gorduras, e economizando nas fibras, cálcio e vitaminas. A conclusão é de uma pesquisa realizada pelo IBGE em parceria com o Ministério divulgada ontem. A inédita Análise de Consumo Alimentar Pessoal no Brasil, da Pesquisa de Orçamentos Alimentares 2008-2009, mostrou que 90% dos brasileiros ingerem menos verduras, frutas e legumes do que o indicado pela Organização Mundial da Saúde (400 gramas diárias).



O levantamento mostrou ainda que os alimentos mais comuns na mesa dos brasileiros são café, feijão, arroz, sucos, refrigerantes e carnes. Mas as refeições também são completadas por biscoitos recheados, salgadinhos, pizzas, doces e outros de altos teores calóricos e baixos nutritivos, principalmente nas alimentações feitas fora de casa, nas quais prevalecem comidas rápidas e a cerveja.
“Essa pesquisa explica um pouco do aumento do sobrepeso e doenças crônicas entre os brasileiros”, afirma o gerente da pesquisa, Edilson Nascimento Silva, acrescentando que os dados mostram a necessidade de políticas públicas de prevenção em relação a hábitos alimentares.
Outro dado chama atenção: homens e mulheres têm um comportamento diferente à mesa. Eles consomem menos verduras e saladas. Já elas exageram nos doces. Além disso, eles consomem cinco vezes mais bebidas alcoólicas do que elas.


Biscoitos e refrigerantes 

Os adolescentes são os que mais consomem açúcar e gordura em excesso. Segundo a pesquisa, eles consomem três vezes mais refrigerantes, quase o dobro de sucos e refrescos prontos, três vezes mais sanduíches e 20 vezes mais biscoitos recheados do que os idosos. Segundo especialistas, os dados são preocupantes devido ao risco de problemas de saúde, como doenças crônicas e obesidade.

“É preciso repensar a alimentação do adolescentes”, alerta a coordenadora-geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Patricia Constante Jaime.

Comentários