Sequestradora se entrega e devolve bebê na delegacia de Cordeiro


Tanit Cardoso Peixoto, de 27 anos, ficou com medo da repercussão que o caso tomou

Sérgio Vieira

A suspeita de ter sequestrada um bebê em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, se entregou na Delegacia de Cordeiro (154 DP), na região serrana do Estado, na tarde de sábado (23). a informação foi confirmada por agentes que estão com a criança e que aguardama  chegada dos policiais da 72 DP. 
Tanit Cardoso Peixoto, de 27 anos,  alegou que teve um surto psicótico e resolveu pegar uma criança pois tinha dificuldade para adotar uma.
Tanit  também tentou levar outros dois bebês em hospital da localidade. A informação foi dada pelo pai da menina Ayana, Jofre Marciano de Moraes, e confirmada pelo delegado Geraldo Assed, da Delegacia de São Gonçalo (72ª DP), que investiga o caso.
A criminosa é de Cordeiro e, ao que tudo indica, segundo a polícia, saiu do local apenas para fazer o sequestro. A criança está na delegacia e passa bem. Policiais da Delegacia de São Gonçalo ( 72ª DP), que são responsáveis pela investigação, estão indo até Cordeiro buscar a acusada.

Mãe desesperada

Muito abalada com o sequestro da filha, Jofre disse ainda que sua mulher, a auxiliar administrativa Eliza da Silva Barbosa, de 27 anos, está em estado de choque e desesperada com a possibilidade de nunca mais ver "sua neném". De acordo com ele, a gravidez foi de risco e a mulher respeitou todas as orientações médicas, para que a filha nascesse sem nenhum problema de saúde. 

- Ela (falsa médica) entrou no quarto afirmando que iria fazer exames na criança. Como uma enfermeira havia entrado poucos minutos antes e nos pedido para que separássemos uma roupinha para a Ayana, porque ela seria levada para tomar banho e depois faria exames com uma pediatra, nós não desconfiamos da falsa médica. Minha mulher teve muitos problemas na gravidez e fez tudo o que os médicos mandaram. Nossa filha nasceu saudável e estávamos muito feliz. Aí acontece isso.

Comentários