Amy Winehouse não tinha drogas no corpo, revela exame

Investigação forense prevista para outubro tentará desvendar real motivo da morte da cantora
Amy Winehouse não tinha drogas ilegais em seu organismo quando morreu, segundo os exames toxicológicos realizados na cantora, afirmou a família dela nesta terça-feira, 23. As análises revelaram a "presença de álcool", mas ainda não é possível determinar se este foi um fator que contribuiu para a morte da artista, no mês passado.
Análises revelaram presença de álcool no organismo, mas não se fator contribuiu para morte - Reuters

Análises revelaram presença de álcool no organismo, mas não se fator contribuiu para morte
A diva do soul, de 27 anos, foi encontrada morta em sua casa em Londres, em 23 de julho. Uma autópsia inicial não conseguiu determinar a causa da morte. O porta-voz da família, Chris Goodman, afirmou em comunicado nesta terça-feira que "os resultados de toxicologia entregues à família Winehouse pelas autoridades confirmaram que não havia substância ilegais no organismo de Amy no momento de sua morte".

Segundo o porta-voz, a família aguarda agora o resultado de uma investigação forense no caso, prevista para começar em outubro.
As informações são da Associated Press.
    

AE - Agência Estado

Comentários