Baixa umidade do ar pode causar doenças


A baixa umidade do ar, comum no período da seca principalmente no Centro-Oeste do país, pode provocar doenças respiratórias. O clima seco começou em julho. A baixa umidade do ar deve continuar até meados de setembro. 
Segundo o professor de pneumologia Ricardo Martins, da Universidade de Brasília, o tempo seco pode acarretar problemas alérgicos, principalmente rinite e asma, e doenças infecciosas, como resfriados e gripes que podem levar a uma pneumonia. Ele recomenda alguns cuidados para este período do ano.
– É importante beber muito líquido, pelo menos um copo de hora em hora. Evitar alimentos muito salgados, manter uma alimentação saudável, usar vestimentas apropriadas para o clima, umidificar o ambiente com bacias d’água, toalhas molhadas ou usar um umidificador.
 Além disso, o especialista recomenda evitar banhos quentes e demorados e a prática de exercícios físicos entre as 9h e as 17h.
Algumas pessoas, porém, não seguem as recomendações. É o caso de Mariana Natividade, estudante, que não pode caminhar no período da noite, quando o tempo não fica tão seco. Seu único horário disponível é durante o almoço.
– É muito diferente quando o tempo está seco. É preciso beber mais água, passar mais creme, usar óculos e boné –, disse ela.
Para o piloto de avião Roberto Cury, morador do Rio de Janeiro e acostumado com um clima úmido, caminhar na capital é diferente.
– Eu tenho que manter o hábito de caminhar, mas aqui é mais difícil e eu canso bem mais rápido –, explicou.

Comentários