Caixa vai trocar cartão por digital para fazer saque da aposentadoria


Caixa usará digitais para evitar fraudes em pagamento de benefícios

Medida visa combater fraudes e comprovar vida de beneficiários da Previdência


Em breve, os aposentados e pensionistas brasileiros que vão até a Caixa para sacar o benefícios previdenciários, como a aposentadoria, deixarão de usar cartão e senha para sacar o dinheiro. Isso porque os caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal passarão a exigir a digital dos beneficiários. 
A coleta dos dados contará com o apoio do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) - responsável pela organização das eleições brasileiras para todas as esferas de governo. O anúncio da parceria foi feito nesta quinta-feira (18) em Brasília. 
De acordo com o banco, o objetivo da medida é aumentar a segurança, a agilidade e a praticidade para o usuário, que não precisara mais fazer a memorização das senhas alfanuméricas. 

Além disso, o fato de o beneficiário ser obrigado a colocar o dedo em uma máquina para receber o dinheiro configura uma “prova de vida”, o que combate as fraudes. 

Por outro lado, aposentados com dificuldade de locomoção ou com doenças diversas poderão ter dificuldades para fazer o saque. Sobre esses casos, no entanto, a Caixa ainda não se manifestou. 

A parceria entre a Caixa e o TSE envolve o compartilhamento de dados e o desenvolvimento de ações conjuntas para ampliar o cadastramento das digitais do cidadão brasileiro. Isso será feito por meio das eleições de 2010 e 2012. Ambas as instituições se comprometeram a preservar em sigilo os dados. 

O uso de urnas biométricas, que coletam impressões digitais, começou em 2007 com 42 mil eleitores, sendo ampliado para 1,1 milhão nas eleições do ano passado. A meta do TSE é recadastrar 10 milhões de eleitores até a votação de 2012 e concluir o recadastramento para as eleições de 2018. 
O recadastramento também será o primeiro passo para o RIC (Registro de Identidade Civil) - documento único que substituirá a carteira de identidade, o CPF e o título de eleitor, entre outros – a ser emitido, em futuro próximo, pelo Ministério da Justiça. 

Projeto piloto 

A Caixa tem a tecnologia para armazenar e autenticar as informações dos beneficiários em 2010 e já adota a biometria em um projeto piloto para pagar o Bolsa Família, programa do governo federal, nas cidades de Luziânia (GO), Formosa (GO), e na Comunidade Palmeiras, em Fortaleza (CE). 

Até agora, segundo o banco, cerca de 4.000 pessoas já “emprestaram o dedo” e foram cadastradas no programa nessas localidades. 

Em setembro, o banco vai usar a biometria no interior de São Paulo, em fase de testes, para impedir fraudes e provar que os beneficiários do INSS realmente existem. As cidades a serem atingidas pelo teste não foram divulgadas.

Comentários