Dada a largada da corrida para 3 mil vagas no INSS


Especialistas ensinam que os candidatos não devem esperar a divulgação do edital

Após a presidenta da República, Dilma Rousseff, autorizar a realização de concurso público para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), candidatos interessados numa das 3 mil vagas começam a se preparar antes mesmo da divulgação do edital com as regras. Eles sonham em trabalhar numa das novas agências a serem inauguradas ainda neste ano.




POR ALESSANDRA HORTO

Primeiro colocado no concurso de analista do INSS e aluno da Academia do Concurso, Fabiano Rapozo, 35 anos, ensina que a primeira coisa que o candidato deve fazer é aprender a estudar: “É necessário preparar um planejamento, traçando um roteiro das disciplinas a estudar. Quando o edital sair, é hora de ajustar o planejamento, aumentar a carga horária de estudos e abranger todo o conteúdo, especialmente, porque geralmente ocorrem algumas modificações de um edital para o outro”.

Professora de Direito Previdenciário do Instituto IOB, Adriana Menezes acredita que há expectativa que o conteúdo programático seja alterado devido modificação de atribuição do INSS. 

“Após a Lei 11457/07, que criou a Super Receita, o INSS não tem mais atribuições de arrecadar, fiscalizar e cobrar as contribuições previdenciárias. Acredito que parte de custeio da Seguridade Social deverá ser enxugada em alguns tópicos específicos, no que diz respeito à competência dos auditores fiscais”, argumenta a especialista.

Ela explicou que o candidato deve ficar atento às jurisprudências, especialmente às súmulas do Supremo Tribunal Federal, Superior Tribunal de Justiça e da Turma Nacional de Uniformização. 

Para a docente, estudar a qualidade de segurado e dependente — envolvendo a perda e manutenção — e dos benefícios em espécie, é muito importante para a seleção.

Indecisão da banca não impede o estudo

O último concurso para o INSS aconteceu em 2008, e teve como banca o Cespe/UnB. Agora, porém, ainda não há a confirmação sobre qual organização vai promover a seleção. “Levando em consideração que as provas do INSS costumam apresentar conteúdo programático amplo, em diferentes e considerável quantidade de disciplinas, o candidato em busca da obtenção de um resultado positivo precisa começar os estudos o quanto antes”, orienta o professor de Direito Constitucional e supervisor acadêmico do Curso Maxx, Artur Damasceno. 

Para ele, o estudo direcionado utilizando provas anteriores também é importante, o que permite ao candidato obter conhecimento dos assuntos cobrados.

Dicas de professora

Legislação
Adriana Menezes explica que o candidato deve estudar a matéria sempre imaginando a aplicação da legislação em casos concretos: “as bancas elaboram questões com situações hipotéticas para o candidato julgar se estão corretas ou não, com base na legislação previdenciária e no posicionamento dos tribunais”.

Cronograma
A especialista ensina que é importante o candidato ter um cronograma de estudo por matéria e conteúdo e tentar segui-lo.

Empenho
Para a professora, durante a preparação de um concurso o candidato tem que se “sacrificar um pouco” e “diminuir as festas”.

Comentários