Em Cabo Frio, menino que se afogou em parque aquático vai ser enterrado nesta terça-feira


Empreendimento está interditado por tempo indeterminado

Reprodução / Rede Record
parque aquático
Bombeiros vistoriaram as instalações do parque

O corpo do menino de nove anos que se afogou em um parque aquático no último domingo (14) vai ser enterrado às 16h desta terça-feira (16) no cemitério Jardim Esperança, na periferia de Cabo Frio, na região dos Lagos.
João Roberto Conceição Pimentel morreu na segunda-feira (15) no hospital Regional de Araruama, também na região dos Lagos. Ele estava internado na unidade de saúde desde domingo (14), quando foi transferido da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Cabo Frio, depois do afogamento.
O caso está sendo investigado pela Delegacia de Cabo Frio (126ª DP), que já começou a ouvir o depoimentos das testemunhas. Na segunda-feira (15) uma equipe da perícia da Polícia Civil vistoriou o local e o laudo deve sair em 30 dias. Cinco dos seis guardiões que estavam no parque no momento do acidente já foram ouvidos.
Os tios de João Roberto, que estavam com ele no parque, e os responsáveis pelo empreendimento também vão ser ouvidos. O delegado Sérgio Lorenzi, da 126ª DP, quer saber se houve negligência no atendimento ao menino e se o parque tinha todas as documentações necessárias para o funcionamento. O parque foi fechado por tempo indeterminado.
Segundo a assessoria de imprensa do parque, no momento do afogamento, seis guardiões de piscina estavam de plantão, como seria exigido pelo Corpo de Bombeiros. Eles informaram também que a direção do empreendimento considera o episódio uma fatalidade e que está prestando todo o auxílio à família da vítima.
Bombeiros de Cabo Frio (18º GBM), fizeram uma vistoria no parque nesta terça-feira. A piscina onde o João Roberto se afogou foi interditada. Eles foram analisar a documentação e a estrutura do parque.

Assista ao vídeo: 

Comentários