Estudantes chilenos marcham junto a seus parentes por uma educação melhor


Dezenas de milhares de estudantes e seus parentes marcharam neste domingo em Santiago e se reuniram em um grande evento artístico, como parte de protestos que começaram há três meses por uma educação de qualidade no Chile.

A mobilização foi dividida em duas marchas que saíram de diferentes pontos da capital chilena, nas quais estudantes ao lado de seus familiares e professores exigiram uma educação de qualidade, gratuita e que ponha fim ao lucro nas universidades, constatou a AFP.
As colunas de manifestantes se encontraram no Parque O'Higgins, onde foi realizado um grande evento artístico chamado "Domingo familiar pela educação".
"Estamos muito felizes porque acreditamos que através da cultura estamos chegando a mais chilenos e isso também é a demonstração de que o movimento estudantil amadureceu bastante e que, apesar de todas as críticas, ele avançou", disse o líder estudantil Camilo Vallesteros à imprensa local.
Outro grupo de cerca de 400 estudantes iniciou neste domingo uma marcha de 120 km até o Congresso, localizado na cidade de Valparaíso, como parte dos protestos estudantis.
As marchas deste domingo são uma prévia da paralisação nacional convocada para 24 e 25 de agosto pela Central Unitária dos Trabalhadores (CUT), a maior associação sindical do país, que terá a participação dos estudantes.
msa/dm

Comentários