No Rio, funcionários que trabalhavam em reforma doMaracanã entram em greve após explosão

Homem ficou ferido no acidente e corre o risco de perder a perna
Carlos Moraes / Agência O Dia 
http://i2.r7.com/aaa.jpg
Funcionários trabalam nas obras de reforma do estádio jornalista Mário Filho, no Rio de Janeiro


Cerca de 1.500 funcionários que trabalhavam nas obras de reforma do estádio do Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro, entraram em greve na tarde desta quarta-feira (17). Eles pedem melhores condições de trabalho após um funcionário se acidentar gravemente no início desta manhã. Ele foi levado para Hospital Souza Aguiar, no centro do Rio.



Felipe de Oliveira
Segundo o diretor do Sindicato da Construção Pesada, Romildo Vieira da Silva, o homem que trabalhava como ajudante na obra ficou ferido ao cortar um galão que era utilizado para guardar combustível.
- O galão estava vazio e o certo é não reutilizar, mas o encarregado pediu para que o funcionário o cortasse ao meio, quando ele estava fazendo isso o galão explodiu e ele ficou gravemente ferido, não podemos trabalhar assim. Essa situação causou esse acidente, mas nas condições que trabalhamos pode acontecer até algo pior.
Uma reunião de emergência foi marcada para o final da tarde desta quarta com representantes do consócio que administra a obra, mas para o diretor do sindicato a greve não irá terminar enquanto as reivindicações não forem atendidas.
A reportagem do R7 entrou em contato com a assessoria de imprensa da secretaria de saúde, mas até as 15h40 não obteve informações sobre o estado de saúde da vítima.


Comentários