Restauração da pirâmide mais antiga do mundo será retomada


Estágio final da reforma, que já durou quatro anos, recomeçará na segunda-feira

Conselho Supremo de Antiguidades (CSA) do Egito decidiu continuar as reformas da pirâmide escalonada de Zoser Egito decidiu continuar as reformas da pirâmide escalonada de Zoser (Divulgação / Conselho Superior de Antiguidades)

O Conselho Supremo de Antiguidades (CSA) do Egito decidiu neste domingo que irá continuar com a restauração da pirâmide de Zoser, a mais antiga da história, erguida há mais de 4,5 mil anos, para protegê-la de um possível desabamento.
Segundo um comunicado do CSA, um comitê de especialistas e responsáveis pela zona de Saqara, sudeste do Cairo, visitou neste domingo a pirâmide para examinar a situação. O órgão tomou essas providências depois que alguns veículos da imprensa citaram neste sábado o perigo de desabamento, como consequência da suspensão dos trabalhos de restauração.
Após a visita deste comitê à pirâmide, o CSA decidiu pedir à empresa de restauração que retome o trabalho na segunda-feira. O restauro da pirâmide estava sendo realizado havia quatro anos e estava em sua última etapa.
A pirâmide foi construída como tumba do faraó Zoser pelo arquiteto e médico Imhotep, na zona de Saqara, que cobre uma extensão de sete quilômetros quadrados.
(Com agencia EFE)

Comentários