2ª fase da campanha do desarmamento

Governo lança  nesta segunda

Ministério da Justiça divulga balanço de armas entregues desde o início da campanha

O Ministério da Justiça lança, às 15h desta segunda-feira (12), em Brasília, a segunda fase da Campanha Nacional do Desarmamento de 2011, cujo objetivo é tirar das ruas o maior número possível de armas de fogo.

No lançamento, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, vai divulgar o número de armas entregues ao governo em todo o país desde maio, quando a primeira fase da campanha entrou em vigor.


Nos dois primeiros meses da campanha, o governo recebeu 9.160 armas e 30.901 munições. De acordo com o Ministério da Justiça, os revólveres calibre 38 dominam o “arsenal” arrecadado: foram entregues 2.436 revólveres, o que representa 26,5% do total.

Um dos diferenciais da campanha deste ano é o pagamento de indenizações às pessoas que entregarem armas. Os valores variam de R$ 100 a R$ 300. Até julho, o Banco do Brasil já havia liberado cerca de R$ 1,1 milhão para pagar 10.400 pedidos de indenização.

Segundo o governo, cada da pessoa entrega, em média, uma arma. No caso das munições, essa média sobe para 36 unidades por pessoa. A campanha continua até 31 de dezembro. Depois disso, as entregas continuarão sendo aceitas, mas não serão mais anônimas nem indenizadas.

Comentários