Cuidado na hora de abastecer

ANP divulga relação de postos fichados por venda de combustíveis fora do padrão
POR MAX LEONE
Motoristas do Rio devem ficar atentos na hora de abastecer o carro. Para evitar transtornos, é possível verificar no site da Agência Nacional de Petróleo (ANP) quais estabelecimentos foram autuados e interditados por venderem produtos fora das especificações técnicas ou suspeitos de adulteração. Na última atualização, de 13 de setembro, o site indicava que 83 postos constavam como interditados e outros 142 haviam recebido autuações de fiscais da agência na cidade. Pesquisa de preços também está disponível.
“O consumidor precisa manter o hábito de abastecer nos postos que sempre costuma ir. Deve também desconfiar se há grande diferença de preços entre os revendedores”, orienta o presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis do Rio (Sindcomb-Rio), Manoel Fonseca da Costa.



A lista, que pode ser conferida em http://www.anp.gov.br/?pg=13478&m, mostra a data em que os revendedores foram autuados ou interditados. Há postos que receberam a fiscalização em 2006 e ainda constam na listagem como autuados ou interditados, por comercialização de combustível fora dos padrões na ocasião. A ANP informou que a interdição é “uma medida cautelar, que visa à proteção do consumidor”.

Segundo a ANP, os postos só podem deixar a lista, caso os donos entrem na Justiça questionando a interdição, ou se o processo administrativo for extinto, ou paguem multa. O nome sai da lista também após cinco anos da emissão do auto de infração.
Preços dos combustíveis também podem ser consultados na Internet


Os proprietários de veículos podem pesquisar onde vão pagar um preço mais em conta no site www.anp.gov.br. A ANP informa semanalmente quais os valores do litro de gasolina, álcool e GNV cobrados pelos postos de combustível. 



Pela pesquisa feita de 11 a 17 de setembro, a média de preço da gasolina na Cidade do Rio é de R$ 2,837. O preço do litro do combustível variava de R$ 2,640 a R$ 3,199.

O valor do litro do álcool ainda continua em alta. O preço médio, de acordo com a pesquisa da ANP, estava em R$ 2,257. Os valores variavam de R$ 1,890 a R$ 2,499.
Quem tem veículo flex deve avaliar qual combustível vale mais a pena. Só compensa abastecer com etanol se o preço do litro corresponder, no máximo, a 70% do valor do da gasolina. Para saber, basta dividir o custo do álcool pelo da gasolina. O resultado não pode passar de 0,7.
Suspeitas de irregularidades no mercado de combustíveis podem ser encaminhadas para o Centro de Relações com o Consumidor da Agência Nacional de Petróleo, pelo telefone            0800 970 0267      .

Comentários