Em Arraial do Cabo, moradores pedem justiça por morte de adolescente assassinada pela irmã

Centenas de pessoas se aglomeraram em frente ao Ministério Público; a área foi isolada e cerca de 50 homens fizeram a segurança.
do Bom dia Rio
Na noite da última terça (13) houve um protesto na porta do fórum de Arraial do Cabo. Moradores pediam justiça pela morte da adolescente de 15 anos, assassinada pela própria irmã na segunda (12).
Centenas de pessoas se aglomeraram em frente ao Ministério Público da cidade. Elas pediam justiça pela morte de Rafaela Rodrigues da Silva, de 15 anos. A irmã da vítima, de 13 anos, estava em audiência com o promotor da infância e juventude. Ela foi quem matou Rafaela com duas facadas. A Polícia teve que isolar a área e cerca de 50 homens, entre policiais e guardas municipais, fizeram a segurança.
O momento de maior tensão foi para retirar a menina do prédio. As pessoas estavam revoltadas. A PM foi a responsável pela transferência. A menina foi levada para o Rio de Janeiro e o local não foi divulgado. Elas eram irmãs por parte de pai, estudavam juntas, mas não se davam bem.  O fato ocorreu, na tarde de segunda-feira (12), quando as duas voltavam da escola pra casa, no morro da Cabocla, e comoveu a cidade. Na terça (13), a igreja onde Rafaela foi velada ficou lotada.
A escola Sagrado Coração de Jesus, onde estudavam as meninas, não vai funcionar nesta quarta (14). Pela  manhã, funcionários da unidade vão receber orientações de um grupo de psicólogos da secretaria de Educação para quem possam retomar as aulas.

Comentários