Em Cabo Frio, amigos e parentes prestam homenagem no enterro de menina morta em incêndio

Mirela, de 5 anos, estava sozinha em casa quando o incêndio começou. A mãe havia saído e deixado a filha trancada com cadeado.

Foi enterrada na tarde de ontem (31), a crianças de cinco anos que morreu carbonizada em Cabo Frio.  A menina estava sozinha em casa e a porta trancada com um cadeado, a mãe havia saído. Durante o velório teve muita emoção, parentes e amigos lotaram a capela para prestar as últimas homenagens à pequena Mirela. O sepultamento foi no Cemitério do Jardim Esperança. A menina morreu carbonizada na noite da última terça-feira (30) em um incêndio que atingiu a casa onde morava. A residência de apenas dois cômodos no bairro Guriri teve todos os móveis destruídos.


A mãe da criança, Castorina Rosa, de 28 anos, prestou depoimento e ficou durante a noite na delegacia. Pela manhã, ela passou mal e foi levada para a UPA de Cabo Frio. Castorina pode responder por abandono de incapaz e pode pegar de quatro a 16 anos de prisão. Policiais fizeram perícia no imóvel para apurar as causas do incêndio. O resultado deve sair em 15 dias. O Conselho Tutelar também entrou no caso e vai apurar como estão sendo tratados os outros quatro filhos de Castorina que estão sendo criados pelo pai e avós.

A mãe da menina está na presa na delegacia de Cabo Frio e deve ser transferida nesta quinta-feira (1) para a Baixada Fluminense. Castorina Rosa pode receber a isenção da pena, se for avaliado que a tragédia já foi punição suficiente.

InterTV

Comentários