Em Campos, protesto continua e manifestantes pró Rosinha não deixam a prefeitura


No D.O. do TRE, foi publicada na manhã desta quinta (29) a decisão que declara inelegível por 3 anos os mandados de Rosinha e do vice

Depois da justiça ter cassado os diplomas de Rosinha Garotinho e do vice, doutor Chicão, eles permanecem na prefeitura de Campos sem deixar os cargos. A justiça também cassou o diploma do deputado federal e marido de Rosinha, Anthony Garotinho. Além de terem os diplomas cassados, eles perdem os direitos políticos por três anos. Os três já estão recorrendo dessa sentença.
Mas a decisão da justiça gerou protestos durante toda a madrugada desta quinta-feira (29) em Campos. A repórter Bárbara Zaganelli acompanhou durante toda a manhã a movimentação em frente à Câmara de Vereadores da cidade. O presidente da Câmara, Nelson Nahim, por meio de assessoria, disse que vai entrar com um recurso na justiça eleitoral pedindo esclarecimento na notificação que recebeu sobre a sentença da juíza Gracia Cristina Moreira do Rosário, que julgou o caso. Segundo Nahin, a juíza não deixou claro se Rosinha teria que deixar o cargo nesses três dias que ela tem direito a recorrer da decisão.



A prefeitura de Campos virou um acampamento. Com barracas e tendas, os manifestantes ocuparam a garagem do prédio. O protesto começou na noite de quarta-feira (28), depois da decisão da justiça eleitoral que cassou os mandatos da prefeita, Rosinha Garotinho, e do vice Francisco Arthur de Souza Oliveira, por abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos de comunicação nas eleições de 2008. Rosinha chegou a sentar no chão da prefeitura como protesto.

A prefeitura de Campos amanheceu bastante movimentada nesta quinta-feira (29). O pátio foi tomado por funcionários, secretários e partidários da prefeita Rosinha Garotinho e do vice dela, doutor Chicão. No Diário Oficial do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), foi publicada na manhã desta quinta (29) a decisão da justiça, que declara inelegível por três anos os mandados de Rosinha e o vice. No mesmo processo, estão o deputado federal Anthony Garotinho e mais três radialistas. Com isso, o presidente da Câmara de Vereadores, Nelson Nahin, assume a prefeitura a partir desta quinta-feira (29) e o vice dele, Rogério Matoso, a presidência da Câmara. Os dois não compareceram à Câmara na manhã desta quinta (29). Rosinha disse que não vai sair da prefeitura.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura de Campos, o advogado da prefeita cassada Rosinha Garotinho já está no TRE aguardando uma decisão do mandado de segurança impetrado na quarta-feira (28). Um desembargador levou o documento para casa, por volta das 20h, quando recebeu. A qualquer momento a liminar será apreciada. A expectativa do advogado de Rosinha, Jonas Lopes, é grande sobre uma decisão favorável.

do RJ INTER TV 1ª Edição

Comentários