Equipe cabofriense de canoas havaianas retorna ao Brasil nesta terça-feira


Atletas disputaram tradicional competição no Havaí
A equipe cabofriense de canoas havaianas, formada por oito atletas associados ao Cabo Frio Outrigger Club (Associação Cabofriense de Canoas Havaianas), chega ao Brasil nesta terça-feira, dia 13, trazendo na bagagem, além da experiência internacional, a certeza de que a prática do esporte no município está no caminho certo.
Os atletas disputaram uma das mais tradicionais provas da modalidade, a “40ª Queen Lili´uokalani Race”, realizada em Big Island, no Havaí.  A competição contou com mais de 300 canoas de todo o mundo, sendo a equipe de Cabo Frio a única representante do Brasil.


Na categoria OC6 Masculina Iron Open (canoa de seis remadores), os atletas brasileiros ficaram em 36º lugar, disputando com cerca de 100 equipes. A supremacia dos havaianos foi confirmada, sempre seguidos pelas equipes do Tahiti.  Já na categoria OC12, a equipe de Cabo Frio, em parceria com o clube havaiano Kamehameha, ficou com o oitavo lugar. Os resultados foram importantes, segundo o técnico cabofriense, Alexandre Batista:
- Nossa meta era conseguir terminar as provas, sem complicações. Enfrentamos um percurso de 18 milhas em condições de mar diferentes das nossas e disputando com os pioneiros da modalidade. Não foi fácil, mas treinamos muito e estamos bem satisfeitos com os resultados obtidos.  Agora, vamos aprimorar a nossa técnica, levando para o Brasil a experiência que adquirimos aqui – disse ele.
A competição é uma homenagem à última monarca do Reino do Havaí, antes da incorporação deste aos EUA. Para os organizadores, o ranking não é o mais importante, mas sim a integração dos atletas e a interação destes com a natureza, seguindo a filosofia havaiana.
Cogecom PMCF

Comentários