INSS vai antecipar atrasados para 68,9 mil aposentados

Retroativos de até R$ 6 mil, sobre a ação do teto, serão depositados no início de outubro
Por Aline Salgado
Aposentados e pensionistas do INSS, com direito a receber até R$ 6 mil referentes aos atrasados da correção do teto previdenciário, terão o pagamento dos valores retroativos já no início do mês que vem. A Previdência Social decidiu antecipar o calendário inicial que previa o crédito em conta para esse grupo no dia 31 de outubro. Ao todo, 68.945 segurados serão beneficiados pela antecipação da dívida.
O dinheiro será depositado juntamente com o benefício referente ao mês de setembro, de 3 a 7 de outubro. Aposentados e pensionistas podem conferir se valor vai entrar na conta por meio do portal da Previdência. No www.previdenciasocial.gov.br, é possível visualizar o contracheque, clicando em ‘Extrato de pagamentos de benefícios bancários’. A quantia a receber pelos atrasados estará descrita no campo ‘créditos’.
CALENDÁRIO MANTIDO


De acordo com o INSS, a antecipação do pagamento ocorreu por questões operacionais. O instituto informou ontem que não estão previstas novas mudanças. Seguindo a sequência do calendário, os próximos a receberem atrasados são os segurados com direito a quantias entre R$6.000,01 e R$ 15 mil. O dinheiro será depositado em 31 de maio de 2012.

Logo depois será a vez da faixa de R$ 15.000,01 a R$ 19 mil, a receber em 30 de novembro de 2012. O pagamento acima de R$ 19.000,01 sairá em 31 de janeiro de 2013.
Saiba quem tem direito ao pagamento

Pela ação do teto, têm direito à revisão do benefício e ao pagamento de atrasados dos últimos cinco anos apenas segurados com benefícios concedidos entre 5 de abril de 1991 e 1º de janeiro de 2004, que contribuíam com o valor máximo à época, e que tiveram o ganho limitado ao teto na data da concessão do benefício previdenciário.

Segurados devem verificar se na carta de concessão do benefício vem a inscrição “limitado ao teto”. O aposentado pode observar também se o ganho superava R$ 1.081,50 (1998) ou de R$ 1.869,34 (em 2004).
Febraban recua e diz que censo pode não iniciar em janeiro

Um dia após a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informar que o processo de prova de vida dos beneficiários do INSS teria início previsto para janeiro de 2012, a instituição voltou atrás e comunicou, em nota, que o mecanismo para recadastramento dos aposentados e pensionistas ainda está em fase de definição com o Ministério da Previdência: “O processo de implantação ocorrerá em 180 dias após a conclusão desses trabalhos. Esse processo demanda significativos ajustes técnicos, tanto por parte dos bancos pagadores, quanto do INSS. O processo de implantação ocorrerá em 180 dias após o término desses ajustes”, diz a nota.

Comentários