Rio poderá ter verão com grave epidemia de dengue, diz secretário de Saúde


O próximo verão fluminense poderá ter a pior epidemia de dengue já registrada no Estado se não forem adotadas medidas eficazes de combate ao mosquito transmissor doença, disse ontem (13) o secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes.
Em reunião com as presenças do governador Sérgio Cabral e do vice Luiz Fernando Pezão, ele apresentou as atividades que estão sendo desenvolvidas para evitar a proliferação do Aedes aegypti. “Esta reunião é para organizar as ações que cada secretaria vai tomar no combate à dengue. Nós teremos várias ações articuladas.
- A nossa principal marca, que será o "Dez Minutos contra a Dengue", mostra que cada um de nós, cidadãos, pode fazer contra a doença, e que todos têm responsabilidade.
De acordo com o secretário, esse tempo de dez minutos é para que as pessoas examinem locais que podem servir de foco para o mosquito e acabar com o criadouro a fim de preservar a saúde da família, dos amigos e vizinhos.
 Agência Brasil 

Comentários