Rock in Rio: taxista flagrado cobrando “no tiro” terá permissão cassada

Na manhã desta sexta-feira, uma das equipes da Subsecretaria de Fiscalização (SubF) da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) do Rio flagrou um taxista cobrando valor abusivo a um passageiro, sem o uso do taxímetro, quando deixava o Parque Olímpico Cidade do Rock, na Barra da Tijucas, Zona Oeste da cidade.
O veículo foi parado pelos fiscais a poucos metros de distância do local onde ocorreu o embarque do passageiro que, ao ser perguntado sobre o valor da corrida, confirmou que o taxista havia cobrado a quantia de R$ 70 reais.

O flagrante aconteceu às 5h, durante a operação montada pela SMTR, na Estrada dos Bandeirantes, para coibir irregularidades na prestação do serviço de táxi e demais modalidades de transporte urbano.
A SubF faz um alerta aos que resolverem optar pelo táxi nos deslocamentos de ida e volta do evento. A recomendação é que exijam do motorista que as corridas sejam feitas com o taxímetro ligado, pois este é um direito do cidadão e ao exercê-lo estarão contribuindo para que maus profissionais não cometam práticas ilegais, como a cobrança de valores abusivos.

A penalidade para este tipo de infração é clara: os taxistas que forem flagrados cobrando “no tiro”, sem o uso do taxímetro, ficarão sujeitos a sofrer penalidades administrativas, incluindo a máxima delas que significa a cassação da autonomia do permissionário junto à Prefeitura.
Nesse primeiro dia de shows, da segunda etapa do evento, foram fiscalizados 125 táxis e 45 veículos de Transporte Especial Complementar (TEC). Apresentaram irregularidades e sofreram penalidades: 11 táxis e 14 veículos de TEC. Nesse Rock in Rio, no total geral, a SMTR já fiscalizou 586 veículos de transporte urbano e penalizou 123, entre táxis, TEC, fretamento, escolar e ônibus.
As equipes da SMTR, compostas por fiscais do município e policiais militares do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), agiram de forma simultânea, localizados em diferentes pontos de fiscalização, nos terminais Alvorada, Autódromo e Via Parque, e nos acessos à Cidade do Rock.

Comentários