Bancadas do RJ e do ES tentam adiar votação sobre royalties do petróleo

Estados querem evitar cortes drásticos nos orçamentos com nova divisão dos recursos
Os deputados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo realizam neste momento, um ato na rampa do Congresso Nacional em favor do adiamento da votação do novo critério de divisão de royalties do petróleo, pelo plenário do Senado. A votação está prevista para hoje à tarde. 


Os deputados pretendem ir ao Senado em seguida. O líder do Psol, deputado Chico Alencar (RJ), falou sobre a reinvidicação.

- Queremos dialogar com os senadores sobre as impropriedades do projeto atual e a necessidade de adiar a votação. Defendemos uma redistribuição mais justa dos royalties do petróleo, sem os cortes drásticos para municípios e Estados produtores previstos no relatório do senador Vital do Rêgo. 
Os parlamentares também tentarão marcar uma audiência com a presidente Dilma Rousseff, para a próxima semana.

Ainda não há consenso entre os representantes dos Estados produtores e não produtores da matéria-prima sobre a proposta de Vital do Rêgo.  

Os Estados não produtores de petróleo querem a distribuição igualitária dos royalties, mas as unidades produtoras, como Rio de Janeiro e Espírito Santo, que sofrem com os impactos ambientais da extração de óleo e gás e exigem compensações maiores, e não concordam com a mudança. 
Ontem, durante a apresentação de seu relatório, Vital do Rêgo citou números que mostram quanto alguns Estados recebem hoje em royalties e quanto irão receber a partir de 2012, caso o projeto de lei 448/11 passe a valer do jeito que está. 

Comentários